PSD - Derrota por falta de comparência

Porto, 05 Dez (Lusa) - Luis Filipe Menezes classificou hoje de "lastimável" o episódio em torno dos deputados do PSD que faltaram às votações no Parlamento, considerando-o "sinal de que o Partido está à deriva, sem rei nem roque".

Nas votações de hoje poderia ter sido aprovado um projecto do CDS-PP que recomendava ao Governo a suspensão da avaliação dos professores, não fossem as ausências de deputados da oposição.

Como houve seis deputados do PS que votaram a favor ao lado da oposição, uma deputada do PS que se absteve e 13 socialistas que faltaram, com mais 22 votos favoráveis o projecto do CDS-PP teria sido aprovado.

Na bancada do PSD, registaram-se as ausências de 30 dos 75 ( 40% nem é muito!) deputados e faltaram ainda cinco deputados de outras bancadas da oposição.

Comentários

Vítor Ramalho disse…
Coelho em molhoo de loiro. O novo parto do centrão
Bmonteiro disse…
«Derrota por falta de comparência»
Não me parece que o mais importante, seja a derrota do PSD.
Talvez a derrota da AR, para cujo funcionamento, parece tornar-se necessário o recurso a uma empresa de consultadoria externa.
Como não é caso virgem, tudo estará bem.
Deve ser deformação profissional minha.
Adamastor disse…
Veja-se quantos "senhores" deputados constam como faltosos no dia 05/12: http://www.parlamento.pt/ActividadeParlamentar/Paginas/DetalheReuniaoPlenaria.aspx?ID=50481
É uma vergonha o que se passa diariamente no Parlamento (o plenário está quase sempre às moscas, mas os "senhores" deputados estão presentes... a milhas de distância!)

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime