Magistratura ou sindicato?

Lisboa, 13 Dez (Lusa) - Os magistrados do Ministério Público, reunidos em congresso extraordinário, no Estoril, mandataram a direcção do sindicato para ponderar todas as formas de luta, incluindo a greve, em defesa da autonomia da instituição.

Pergunta: Defesa da autonomia ou dos interesses corporativos?

Comentários

Os magistrados do M.P. não querem ser considerados funcionários públicos; daí a exigência da tal autonomia. Mas para defender essa posição comportam-se exactamente como funcionários, associando-se no seu espúrio sindicato, adoptando "formas de luta" e fazendo greves!
Quem representa institucionalmente o M.P. é o seu Conselho Superior, e
não o sindicato, do qual aliás não fazem parte todos os magistrados do M.P., mas apenas alguns

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?