OE 2013 – Peça em ato único



Há tempos, passeando pela maior floresta de betão do reino, tropecei e disse «abre-te Sésamo», em calão. Foi como se dissesse "Abre, ó Simsim" e vi uma Caverna imensa onde os ladrões, ao contrário da de Ali Babá, em vez do tesouro, deixaram a este pobre lenhador, apenas um intrigante manuscrito anónimo. Aqui vai transcrito, para os leitores me ajudarem a decifrá-lo:

PPC (andando dum lado para o outro) – O país está tramado!
MR – Eu safo-te.
PPC – (fazendo o sinal da cruz) – Oh! Meu Deus.
MR – Não sou Esse. Sou o que te levou a chefe do bando, primeiro, e te fiz, depois, dono da caverna.
(À boca de cena, à direita)
PPC – Já não falta ninguém. Está aqui o OE da Santíssima Trindade, que o beato VG acaba de me entregar para aprovarmos. Não vale a pena discutir porque não há alternativa.
VG – Abana a cabeça em sinal de assentimento. PPC esboça um sorriso a fingir que percebe o que tem em mãos.
PPC – É para aplicar, custe o que custar.
(nove homens e duas mulheres, uma delas grávida, cochichavam entre si e uma voz sumida diz palavras ininteligíveis de que só se ouviu «…estado de direito»… e fez-se silêncio. Uns não sabiam o que queria dizer «estado», outros o que significava «direito» e poucos os que sabiam que «de» era uma preposição).
[Reinava silêncio na caverna]
VG (quebrando o silêncio) – Não há plano B.
PP – É arriscado, não confio no TC.
VG – São ordens da Santíssima Trindade.
PP - …
MR (para PPC) – diz qualquer coisa para fingir que mandas.
PPC – Custe o que custar. O TC também está vinculado à Santíssima Trindade.
PM (aliviando o cilício) – A saúde não suporta mais cortes.
NC – A instrução só serve para perder as almas cuja ignorância as torna puras e benditas.
PMS, ASP, AC, JPA-B, PTC, MM – Amém. (Uns rezaram a ave-maria, outros a salve-rainha, a grávida o pai-nosso e nenhum o ato de contrição).

(À boca de cena, ainda mais à direita)
PP (em surdina para AC) – Lá se nos vão mais uns milhares de eleitores.
PP para os outros 11 – É preciso arranjar pareceres a justificar que o OE da Santíssima Trindade está em conformidade com o A. T., de 1975, e sobretudo com o N.T. que os últimos evangelistas desjudaizaram.
PTC (reparando que tinha todos os olhares sobre si) – eu farei o que puder.
MR – Vou dar instruções à comunicação social para escolherem os comentadores.

(Cai a votação sobre o orçamento e não o orçamento sob a votação. Doze pessoas batem palmas sem grande convicção).
(Ao PC da caverna chegam quatro emails. Três têm o mesmo texto. PPC lê: “Conta com o meu apoio”, assinados por mrs@gmail.tvi.pt, gp_psd@psd.parlamento.pt, gp_pp@pp.parlamento.pt e um outro “o meu pensamento é conhecido mas devo parecer isento” a) belem@presidencia.pt

Todos – O OE é da Santíssima Trindade. Seremos fiéis ao Espírito Santo. Esconjuraremos os que se opuserem. Juremos pelo beato BCE, pela bem-aventurada CE e pelo santo FMI que assumiremos como nossas as decisões que nos impuseram.
Todos – Assim faremos

Ao longe ouve-se a Grândola. Cada vez mais alto. Milhares de vozes. Milhões de vozes. O som aumenta.
(Os 12 apóstolos saem pela crença natural)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Associação Ateísta Portuguesa (AAP) - RTP-1