Passos Coelho ensandeceu

Comparar o 17 de maio [data da saída da troika] com o 25 de Abril não é apenas um ato de ignorância, é um ultraje à História e à decência.

Passos Coelho não distingue a descoberta do caminho marítimo para a Índia de uma ida de barco a Cacilhas, nem a descoberta do Brasil de uma peregrinação a Fátima.

Para ele o Governo é uma espécie de empresa que, com fundos europeus atribuídos por Miguel Relvas, prepara especialistas para aeroportos da Região Centro do País.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido