Preparando a recepção da matriarca…

Os EUA - segundo tudo indica - não participam directamente nas eleições europeias. Mantêm discreta a sua pressão como grande potência mundial.  Mas não descuidam de arrumar a casa.

Christine Lagarde foi convidada para falar na cerimónia de graduação do Smith College, uma prestigiosa instituição universitária feminina dos EUA, fundada em 1871, sediada em Northampton, Massachusetts, dedicado à formação em 'artes liberais'.  
As estudantes desta instituição denunciaram o “sistema patriarcal” que tem sido usado pelo FMI para impor receitas de austeridade em troco de resgates económicos  link.
Na internet as estudantes escreveram: “O FMI tem sido o principal culpado do desenvolvimento falido consequência das medidas implantadas em alguns dos países mais pobres do mundo. Isto levou ao fortalecimento directo de sistemas imperialistas e patriarcais que oprimem e abusam de mulhereslink.

Bem, nos EUA, C. Lagarde foi obrigada a desistir de botar faladura no Smith College para fugir a um enxovalho público. Mas a mesma senhora estará num desses países referidos como empobrecidos, em 25 de Maio (dia das eleições europeias), para avaliar (louvar) mais um resgate, com o complacente beneplácito da autoridade nacional supervisora do processo eleitoral.
O que não deixa de ser um alinhamento verdadeiramente patriarcal ou, atendendo ao género da dita personagem, matriarcal…

Comentários

Liberais fascistóides,tanto sáo do género masculino como do feminino e usm USA que abUSA de tudo e de todos,é quem tem mais preponderância no FMI que é o Fundo da Malandrice Internacional.

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido