Intoxicados pelo Corão

(Clique na imagem para aumentar)

Comentários

Unknown disse…
Que tal entender que povos, grupos ou pessoas humilhados não pensam, apenas sentem que tudo se justifica para derrotar o inimigo. A questão não está no Islão, está na humilhação! Como reagirias se alguém ocupasse parte de Portugal com o pretexto de ser a sua terra prometida? Talvez até encontrasses no cristianismo uma fonte de agregação e inspiração contra o inimigo! Talvez alguns crimes hediondos fossem cometidos, como no passado, em nome de Cristo!
HCarvalho:

Nunca aqui se defendeu o sionismo, pelo contrário.

Não deixarei de combater os crimes com motivações religiosas e fascismo islâmico, em especial, que ameaça a civilização.

Quem não reconhece a igualdade de direitos entre homens e mulheres não merece respeito.

O Corão é pior que o livreco de Hitler «A minha luta».

Aconselho a leitura.
Anónimo disse…
o islam nunca ameaçou o Brasil, Argentina, Bolivia, El Salvador....
Anónimo disse…
"O Corão é pior que o livreco de Hitler «A minha luta»."
A Biblia idem!
Unknown disse…
Estamos de acordo em condenar todos os crimes, qualquer que seja a motivação.
A questão é perceber a motivação.
Não podes interpretar o Corão literalmente, tal como a Bíblia. A questão não é religiosa. Transformar a questão numa avaliação do Corão ou da Bíblia ou de qq outro livro religioso só serve para exacerbar a irracionalidade.
O Islão é apenas um pretexto como o seria o Cristianismo numa situação como a que imaginei.
José Mestre disse…
Comparar o Corão ao Mein kampf parece-me excessivo.Quanto mais não seja porque, se o primeiro é composto por textos diversos e possibilita variadas interpretações, o segundo é inequívoco !!!

Sáude e Fraternidade
Manolo Heredia disse…
As maioria das vítimas de atentados suicidas levados a cabo por muçulmanos, são também mulçumanos.
Zé dos papéis:

Também o Corão é inequívoco no seu racismo, na xenofobia, no ódio e no espírito misógino.

Todos os monoteísmos são, na minha opinião, maus; mas o mais implacável e demente é ,no nosso tempo, o Islão.
Anónimo disse…
aí depende!! Se o islamismo saudita... aí já não é demente... pois Riad é titere do "Eixo do Bem"
Ó Stefano:

Já alguém aqui defendeu essa vergonhosa teocracia monárquica?

As suas obsessões ultrapassam o limite.
Anónimo disse…
eu não disse isso!! Fui ironico.. apenas
Stefano:

Desculpe.

Não percebi a ironia.
Rui Cascao disse…
A tabela é interessante, e confirma algo que eu já várias vezes tentei demonstrar neste blogue: que há países maioritariamente muçulmanos que são mais tolerantes e menos extremistas que outros (o caso da Turquia e da Indonésia, em que, segundo esta tabela, a esmagadora maioria dos entrevistados rejeita o jihadismo e o terrorismo). Em sociedades muçulmanas destas é possível a democracia e a tolerância.

Esta tabela também me faz lembrar uma outra, de alguns anos atrás, efectuada nos países ocidentais, sobre se concordavam ou não com a guerra contra o Iraque.
Anónimo disse…
Rui.. a Indonesia nao tem islam extremista.... mas em compensação foi assaltada pelo fanatismo e extremismo politico.....
Suharto matou 2 milhões num golpe de estado sangrento... (foram ke ele matou até o final de seu mandato)....
com as bênçãos dos EUA
Anónimo disse…
Rui...
muita gente fala diabos do islam... certo...
pergunto...
os ditadores Monsenhor Tiso, Ante Pavelic e Franco são + anjos que os mullahs???
Os monges budistas que defenderam o belicismo japones na época de Tojo são melhores que os mullahs??
Os protestantes que apoiaram o apartheid na AS, a KKK nos EUA e Quisling na Noruega são melhores que os Mulllahs?
Anónimo disse…
Ah... tem mais.... Os sacerdotes Vodus, que apoiaram Papa Doc (ele proprio devoto vodu) no Haiti são melhores ke os mullahs??
e as test de jeová, que preferem ver seus filhos morrerem por falta de transfusão , são melhores ke os mullahs?

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?