A luta pelo direito: o exemplo de Luís Grave Rodrigues

Li hoje, com sentida emoção, uma excelente reportagem de São José Almeida relativa à luta de um "pequeno Advogado de Odivelas" e de duas Senhoras (Teresa e Helena) pelo direito ao casamento civil.

Foi uma luta intensa, sentida e vivida; com grande dignidade pessoal e empenho profissional.

Esta foi a semana em que (quase) culminou este processo, com a declaração de não inconstitucionalidade por parte do Tribunal Constitucional da lei que permite o casamento de duas pessoas do mesmo sexo. O PR ainda pode vetar, mas mais cedo do que tarde esta lei será realidade e Teresa e Helena poderão contrair casamento.

Esta história mostra o poder das convicções e dá esperança a todos os cidadãos e a todos os juristas de que é possível construir um mundo melhor, mais justo, mais igual, mais livre e em que todos possam ter direito à felicidade.

Queria aqui deixar uma palavra de grande simpatia para com o colega de blogue - que não tenho o gosto de conhecer pessoalmente e de quem por vezes discordei - o Dr. Luís Grave Rodrigues, que demonstrou que aquele velho ideal da Luta pelo Direito („Der Kampf ums Recht“) de que falava o clássico Rudolf v. Jhering continua actual e segue sendo a luz que deve orientar os espíritos livres, adogmáticos e progressistas.

Parabéns Dr. Luís Grave Rodrigues, um grande Advogado de Portugal!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?