Quem lhe pede desculpa?

Comentários

Não há desculpa que devolva as sequelas de uma tenebrosa tentativa de linchamento e assassinato de carácter que durou mais de cinco anos e teve como alvo um cidadão que por acaso é Primeiro Ministro e se chama José Sócrates.
As coisas deverão ser resolvidas, e depressa, nos tribunais onde correm as queixas-crime interpostas por Proença de Carvalho, advogado de Sócrates, contra sete dos "jornalistas"
(foram mais, muito mais!) que se prestaram a este trabalho sujo e de encomenda - se a culpa morrer solteira, como de costume, ou se realizar quando a vítima já for um estimável avôzinho, estamos conversados.
Não sou daqueles que cinicamente bolsam louvores e créditos abstractos à justiça que temos.
Não acredito nem confio nela e ponto final.

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime