TGV em Coimbra

Li hoje, n'As Beiras, que o TGV vai parar em Coimbra.

Notícia não é que ele pare em Coimbra, por ordem do Ministro António Mendonça.

Notícia, que ultrapassa o foro do escândalo é que alguém alguma vez tenha proposto que ele parasse em Pombal e não em Coimbra!

Se isto não querer reescrever a história, o que será?

Andamos há 20 anos a fazer de localidades da Região Centro, outras que não Coimbra, o que elas nunca foram em 800 anos de história; incharam, incharam de orgulho e pedantice, sobrando para Coimbra a pieguice e o desconsolo.

Mas querer agora pôr o TGV a parar em Pombal! Haja juízo!

Valha-nos o bom senso deste Ministro que mal conhecerá a Região centro e, por isso, sabe bem que Coimbra tem a centralidade óbvia neste domínio!

Comentários

e-pá! disse…
Caro André:

Pelo andar da carruagem para quando a ligação por TGV entre Lisboa-Coimbra-Porto-Vigo?

Para os nossos netos?
Meu caro,
pelo que soube a ideia de fazer a estação na região de pombal era com uma estaçao, conseguir ter 2 regiões cobertas por estação, distrito de Leiria e Coimbra.
Conseguindo poupar nos custos.
Não estou com isto a dizer que concorde, mas é o entendimento de alguns, aqueles que so conseguem ver numeros e nao pessoas.
Mas o TGV para nos ligar internamente devia ser para nunca.
O que Coimbra e Leiria deviam exigir era a ligaçao do Oeste a Norte, e exigir que a linha do Norte fosse melhorada, e assim aproveitar ao maximo a velocidade dos Pendulares!!
Ha coisas mais importantes que o TGV
O Etilista disse…
Não concordo muito com uma linha TGV Lisboa-Porto-Vigo, mas considerando-a só se justifica uma paragem entre Lx e Porto, pois imagino que mais do que uma inviabilize a duração dos percursos. O TGV para atingir determinada velocidade precisa de tempo e não pode parar em qualquer estação a poucas dezenas de quilómetros de distância. Não querendo puxar a brasa à minha sardinha, penso que Coimbra é a única opção, geograficamente falando.

Dependendo da vontade dos governantes e autarcas portugueses, imagino que o TGV andaria ao estilo do Intercidades, parando em quase tudo o que é apeadeiro de aglomerados populacionais de pequena dimensão. Com os estádios do Euro 2004 foi assim...
andrepereira disse…
Entre Lisboa e Porto, Coimbra tem a centralidade, por muito que Aveiro e Leiria queiram inventar. Já não bastam os 2 estádios às moscas? Também aí se vê que o nosso edil de então, Manuel Machado, teve olho e visão!
e-pá: o TGV adiado é uma vergonha para o país fora de Lisboa e para o PS. Uma facada feia de Sócrates na sua credibilidade.

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime