Ramalho Eanes e a entrevista à RTP-1

Ramalho Eanes, um militar honrado que as vicissitudes do processo democrático e a insistência de Vasco Lourenço, então o mais poderoso militar de Abril, levaram a PR, exerceu o cargo, para que não fora preparado, com exemplar dignidade e honradez.

Esqueçamos as ambições da mulher e o PRD. Apesar dela e da sua família, apesar dela e da seita que o quis capturar, Ramalho Eanes mostra que as Forças Armadas foram um viveiro de gente honrada e patriótica. Espero que continuem, sem tentações golpistas, se a democracia, embora má, se mantiver. Gostei de o ouvir.

Na genuína preocupação com a data das eleições e a necessidade de elaborar em tempo útil o OE-2015, transpareceu o sentido de Estado. Na condenação das fugas do segredo de Justiça esteve presente a defesa do Estado de direito. Na estupefação e tristeza da prisão de Sócrates, sem fazer juízos de valor, refletiu os sentimentos do honrado militar e cidadão digno.

Quando olhamos para Eanes não é a saudade que nos leva a admirá-lo, é a diferença.

Comentários

Maria Pires disse…
O melhor presidente da República depois do 25 de Abril de 1974.

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975