O referendo Luxemburguês

O SIM de ontem no referendo ao tratado da Constituição Europeia é um balão de oxigénio numa Europa que precisa rapidamente de encontrar um rumo e reforçar a coesão.

O SIM ganhou com uma vantagem de cerca de 13 pontos percentuais face ao NÃO, obtendo 56,52 por cento dos votos.

Para os entusiastas do europeísmo foi uma boa notícia, incapaz de nos ressarcir da desoladora decisão dos franceses e holandeses.

O resultado foi também uma vitória pessoal de Jean-Claude Juncker, o primeiro-ministro, que recusou o convite para presidir à Comissão Europeia por respeito ao seu eleitorado.

Carlos Esperança

Comentários

Afonso Fraga disse…
Entusiastas do europeísmo! Essa é boa, entusiastas da Europa submissa aos ditames Yankees, da Europa da ditadura do mercado, da Europa da Turquia, da Europa dos tecnocratas, da Europa do neo-liberalismo, da Europa farsa em suma. A verdadeira Europa defendem-na os identitários europeus, como é patente no site www.causaidentitária.org/ Ora espreitem lá e logo verão se é a mesma Europa que falamos?
Mano 69 disse…
Nas paredes da faculdade de ciências da vetusta Universidade de Coimbra estava escrito e passo a citar “tecnocratas metei os átomos no cu”!
Será que tem alguma coisa a haver com a Europa e os seus tecnocratas?
Anónimo disse…
Se os franceses e holandeses votaram não, é os ditames da democracia...

Porque razão o senhor diz:
"capaz de nos ressarcir da desoladora decisão dos franceses e holandeses."

desoladora?
mas que raio de democracia o senhor deseja...
Só aquela que toma decisões que lhe agradem?

hum...
Será que o senhor é mesmo democratico?

começo a ter dúvidas!
António Carlos
Anónimo disse…
E o CARLITOS DE ALMEDINA lá tirou a coisa À violadora, pelo que o renascimento pode ser proveta

comente sem censura: em jornaleirosdecoimbra@blogspot.com
Senhor António Carlos:

Desde quando é que a desolação significa desrespeito pelas decisões?

Fiquei triste com o resultado. Não tenho esse direito? Acha isso espírito anti-democrático?

Não recebo lições de democracia. Bato-me pela liberdade dos meus adversários, o que nunca vi acontecer com os fascistas no tempo da ditadura salazarista.
Anónimo disse…
Mano 69:

«Será que tem alguma coisa a haver com a Europa e os seus tecnocratas»?

RE: Não. Tem *a ver* com a sua débil educação e deficientes conhecimentos de português.
Anónimo disse…
"Quanto mais conheço os homens, mais gosto dos animais"
S. Francisco de Assis

Ora não é que o único interesse do candidato a candidato a vereador do PP, Luís Providência Cautelar, são os conimbricenCes?

o mínimo exigível a um ilustre delegado de propaganda médica é que saiba escrever!

Dá-lhes Luís! Belos pontapés!

www.porcoimbra.blogspot.com
Anónimo disse…
Caro Esperança...
Deves ter algum sintoma de perseguição, visto que estás sempre a falar de regimes ditaturiais. Felizmente vivemos em Democracia, daí o facto de nos podermos deliciar com as anormalidades escritas por ti. Mas continuo e continuarei a ser um leitor atento, até porque não é qualquer um que me faz rir.
Já agora: desde quando é que presidir à Comissão Europeia é uma falta de respeito para com o eleitorado? Percebi isso pelas tuas últimas linhas no post. Deves ter estado desatento ao que disse o teu próprio camarada Sampaio aquando do convite a Durão Barroso.
Temos seguramente persepções diferentes, para não variar...
Ass: Jotinha empenhado na vitória do Dr. Carlos Encarnação.
Jotinha:

É verdade. Pensamos de forma diferente.

Mas quanto à deserção de Durão para Bruxelas e à tragédia de entregar o Governo a Santana Lopes são os meus amigos do PSD que o referem.

Curiosamente eu só tinha falado no 1.º ministro do Luxemburgo que justificou a razão de não aceitar a presidência europeia da forma que eu referi.

Mas compreeendo o desconforto de quem se conforma com Carlos Encarnação como presidente.
Anónimo disse…
Andamos fartos destas lapas agarradas ao poder, sem qualquer qualidade, sem saberem sequer falar ou escrever correctamente. Estamos fartos deste "novo"Fausto ( versão desequilibrado e perdido) e da tacanhez de Luis Vilar e da burrice do Baptista. Estamos fartos dos Jaimes Soares do PS que vão desequilibrando a presença e credibilidade do PS de Coimbra.
Queremos gente nova, com potencial, com qualidade. Gente com profissão e que já mostrou que sabe ser político com equilíbrio e responsabilidade.
Defendemos uma renovação política geral no próximo congresso da Federação, sem chapeladas e que essa renovação não tenha ligação directa à idade apesar de defendermos um candidato dos trintas. Mas diremos não aos Paulos Penedos da política, que estão aqui, acolá e lá ao fundo.
Anónimo disse…
Vale mais lapas velhas do que lapas novas!
Não vão eles terem vícios pior do que as velhas... lapas, claro!
E pela amostra!!!!!

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975