O propagandista Marcelo na RTP



Marcelo Rebelo de Sousa faz há muito a pré-campanha de Cavaco Silva esperando que, num golpe de sorte, pudesse substituí-lo, o que não acontece porque Cavaco avança e apenas tem gerido o tabu de acordo com as conveniências.

Marcelo é um especialista a julgar pessoas e Governos, inteligente, vivo e demolidor, naturalmente ressabiado por não ter grandes notas na popularidade que o guinde aos cargos que ambiciona.

É bom a desfazer Governos mas a sua maior mágoa é nunca ter conseguido fazer um.

Agora é a vez de atacar Mário Soares no desejo de que, depois de Cavaco, possa chegar a sua vez. Até descobriu que para Presidente da República era útil ser economista, como se Mário Soares (formado em direito e em história) não tenha sido excelente PR.

Marcelo, ao enaltecer a formação económica de Cavaco, está a indigitá-lo para um lugar de ministro de uma pasta económica quando a direita voltar ao poder. Esqueceu-se de que estava a falar de eleições presidenciais. No fundo, pôs o dedo na ferida, Cavaco tem o perfil de executivo, mas não é isso que se exige a um PR.

Há dez anos Soares saiu de PR e nunca abandonou a política activa. Cavaco perdeu as eleições contra Sampaio e não mais foi achado na defesa dos interesses do País.

Sabe-se apenas que Durão o desiludiu e que Santana lhe causa brotoeja.

Comentários

Anónimo disse…
Será que Mário Soares, se chegar de novo a ser Presidente da República, no contexto de rebelião a que por aí se assiste, deverá voltar a defender o direito à indignação das pessoas contra o Governo de José Sócrates?
Anónimo disse…
Eu acho que não. É por isso que não votarei nele.
Anónimo disse…
Votarei Soares mas sem esperança de que vai ganhar. Ainda é tempo de o PS apoair o Manuel Alegre.
André Pereira disse…
Soares é fixe!!!
Marcelo é um pobre comentador em decadência...
Cavaco nunca mais!!!
Anónimo disse…
André,
podes ficar descansado que o Cavaco ainda desiste antes das autárquicas :-)
marcos julio disse…
Marcelo nunca enganou ninguém. Ele é do PSD e desde a primeira hora que defende a candidatura de Cavaco. Claro que esta posição também "apaga" outros potenciais candidatos à esquerda e se Cavaco não quiser, Marcelo pode surgir como alternativa. Por isso ele define um perfil para presidente que "encaixa" em Cavaco, que é desde sempre o seu candidato, e não o coloca a ele totalemnte fora. Mas isso não é nada de mais. Nós aqui no Blog também defendemos o candidato de esquerda...
desanimado disse…
Nesta questão do Marcelo, o PS continua embalado para o abismo que o atrai sempre que é poder. Foi incorrecto o afastamento de Marcelo da TVI por interesses políticos. Bom, mas era uma estação privada. Aconteceu o que se previa : antes das eleições, sabendo-se que o PSD seria batido, a direcção da RTP foi buscar Marcelo e colocou-o a fazer política no horário nobre de domingo. Entra o PS, e afinal tudo fica na mesma - como se fosse correcto o que estava a acontecer. Os trocos ficaram para um Vitorino de segunda. Só que mesmo assim, Vitorino ainda é um pouco mais independente do que o presdigitador laranja. De que é que se queixa o PS ? De nada ... Pois se até a Judite de Sousa se continua a babar de riso aberto para os PSDs que entrevista, procurando, habilmente, fingir que pergunta coisas incómodas. Vai em frente PS !
Anónimo disse…
O Marcelo está a perder qualidades como comentador, ao falar sobre Cavaco e Soares... então foi um desastre...

Mário Soares é um GIGANTE da política e vai ganhar de certeza!
Anónimo disse…
Veremos no fim quem ganha, sem vaidades. Eu espero que ganhe o melhor - e acho que o melhor é o Cavaco!
Ze esterco disse…
Se concorrer ganha...mas mais que saber o resultado das presidênciais (porque esse já se sabe) interessa-me saber o das autarquicas...

Mensagens populares deste blogue

Goldman Sachs, política e terrorismo financeiro

Miranda do Corvo, 11 de setembro

Maria Luís e a falta de vergonha desta direita