Não se passa nada






Pina Prata afastado da vice-presidência



Despacho de Carlos Encarnação não revela razões para o afastamento.

João Rebelo é o novo «número dois» do executivo municipal.

Dentro de dois dias há eleições para a Comissão Concelhia do PSD.

Pina Prata conta com o ouro das suas influências para conquistar a presidência da Concelhia.

Comentários

Anónimo disse…
Pode ser que esta guerrinha tenha animado Carlos Encarnação para o resto do mandato já que se diz que o homem andava amorfo e á espera das eleições europeias para se por a andar. Mas, infelizmente, parece-me que o que o move é o interesse familiar e não a politica, já que o filho (será o mesmo que deixou recentemente a Figueira Grand Turismo para ingressar nos quadros de uma prestigiada empresa?) faz parte da lista concorrente a HPP.
Anónimo disse…
É a política partidária autofágica.
Primeiro o conluio com Pina Prata para afastar Nuno Freitas, sério candidato à sucessão na Câmara e/ou nas estruturas partidárias concelhias ou regionais.
Depois a paga é promover Pina Prata a vice. Depois, incentivá-lo a concorrer às estruturas partidárias concelhias. De seguida retirar-lhe o tapete e arranjar um candidato-surpresa Páscoa (de seu nome). Finalmente, incluir na lista de Páscoa o filho. Nas vésperas das eleições partidárias destituir o vice da Câmara por uso arbitrário das competências.
Sr. presidente, fiquemos por aqui (há mais) porque as golpadas já enojam...


Remate:
Pregam (exigem) respeito pelos partidos - essas "impolutas escolas da democracia".
Não há pachorra!
Anónimo disse…
Coimbra tem mais encanto na hora da despedisa?
Anónimo disse…
Então e ningém demite toda a coligação?
Não acham Coimbra mais cinzenta, cada vez mais cinzenta apesar dos sorrisos rasgados - boçasi do vereador Nunes?!
É pá ó Baptista (ou Batista) vê lá se começas a mostrar serviço.
Foste leito para quê?

Há alternativa ou não a esta malta.
Baptista/Batista se não podes (ou não sabes) arreia. Baza baza vai pra casa, abre a pestana tana...
Anónimo disse…
A autofagia como instrumento da política partidária é uma maleita transversal em todos os partidos políticos, mais evidente nos chamados "partidos do poder".
Neste momento, é mais visível no PSD que, tendo perdido as eleições legislativas, se acantonou no Poder Autárquico, para dar apoio aos seus "boys" (não é só no PS que há "boys").
É ver o exemplo da capital onde, na sombra da Câmara Municipal, se acoita uma legião de assessores (outro nome dos "boys"), principescamente pagos.
Todavia, apesar de haver uma grande desfaçatez e exímios malabarismos para "esconder" a realidade, os "tachos" não chegam para contentar todos.
Aí começa a autofagia.
Coimbra - o PSD de Coimbra - não escapa a este cruel destino:
- "comerem-se" uns aos outros!
Anónimo disse…
As eleições no PSD, trouxeram:

- uma constatação:
Pina foi à vida!
- uma interrogação:
Agora, irá explicar o que andou
a fazer?
- uma dúvida existencial:
Páscoa passará da próxima Pàscoa?
- uma dúvida existencial:
O "Filho" - ressucita na Páscoa?
Anónimo disse…
Emenda:

As eleições no PSD, trouxeram:

- uma constatação:
Pina foi à vida!
- uma interrogação:
Agora, irá explicar o que andou
a fazer?
- uma dúvida existencial:
Páscoa passará da próxima Pàscoa?
- uma dúvida metafísica:
O "Filho" - ressucita depois da Páscoa?
Anónimo disse…
o centrão no seu melhor...

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime