É preciso ter vergonha















A Federação Portuguesa de Futebol pretende isenção de IRS para os prémios de jogo

Governo rejeita isenção de IRS para selecção.

Naturalmente.

Comentários

Anónimo disse…
A Federação toma a nuvem por Juno.
Perante o entusiasmo que se instalou na população portuguesa durante a participação da selecção nacional na Copa do Mundo 2006, o seu primeiro passo é tentar colher privilégios.
Digo tentar porque julgo que ainda não oficializou o pedido ao governo. Lançou a "bisga" para o ar a ver se colava.
Há dias, um amigo meu, perguntava-me, com um ar sarcástico, se eu já tinha imaginado um jogo de futebol como uma brincadeira de 22 milionários a correrem (divertirem-se)atrás de uma bola.
Embora não veja o futebol sob este prisma tão sarcastico e redutor, penso que esta imagem mostra quanto de injustiça tem a pretensão.
É, portanto, de saudar a resposta que o Sr. Minstro das Finanças deu quando interpelado pela Imprensa sobre o assunto.
Mano 69 disse…
Topete no sentido de cabeçada na lei? Como a do Zizou?
Francisco disse…
Não.
Topete no sentido de falta de vergonha e de noção do ridículo.

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?