Conselho Nacional do CDS-PP


Os conselheiros nacionais Isabel Gonçalves e João Mota Campos entregaram à Mesa do Conselho Nacional do CDS-PP um recurso pelo facto de terem sido aprovadas as eleições directas para a escolha do líder do partido.


Comentários: 1 - O país está desinteressado do que se passa no CDS;

2 - A política discute-se nos partidos e não nos Tribunais.

Comentários

Anónimo disse…
Oh Carlos Esperança:
Você que se diz de esquerda parece que sonha com a direita. Grande parte dos post's são à direita dedicados. É você a reconhecer quem de facto está no bom caminho ou há aí outra coisa que não quer dizer?
Caro leitor:

Com a honestidade de quem não esconde as suas convicções e a coragem de quem dá a cara, é natural que o meu combate seja contra a direita.

Já alguma vez neguei isso?

E há alguém que me possa acusar de beneficiar desse facto?
Anónimo disse…
Por mim tudo bem. Mas já pensou em fazer algo de mais positivo pela esquerda em vez de andar obcecado a dizer mal da direita. Custa muito ser mais "pró" e menos "contra"? Ah! É verdade e espero que não seja daqueles que acha que direita e fascismo é a mesma coisa. É que é bem diferente!
Não, nunca considerei toda a direita fascista nem toda a esquerda democrática.

Escuso de me repetir, basta ler o que vou escrevendo.

Conheço bem a história recente do país mas, infelizmente para a direita potuguesa, esteve na sua grande maioria comprometida com o salazarismo.

Balsemão, Sá Carneiro, Pinto Leite (infelizmente falecido antes do 25 de Abril)Sousa Tavares e Barrilaro Ruas, entre outros, foram excepções. Honrosas.

No CDS a tentativa de enquadrar democraticamente os salazaristas falhou com Freitas e Lucas Pires.

Enfim, fica para outros posts o muito que havia a dizer.

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido