Madeira - líder vitalício

O Partido Nova Democracia mandou afixar cinquenta cartazes no Funchal, denunciando a postura de "padrinho" do presidente do governo madeirense, Alberto João Jardim, e para os elevados custos dos portos da região.

Comentários

Van Aerts disse…
Ora aqui se encontra um exemplo da utilidade dos partidos com menos de 5000 militantes¡

Reconheça-se que os promotores desta ideia terao de ter nao apenas coragem civica mas igualmente fisica pois por muito menos ja houve gente ameaçada e agredida.
Anónimo disse…
Valentes, é preciso enfrentar o touro, ser agressivo, como ele.

O Alberto tem gozado e ameaçado, à fartazana, agora, que promova a independência...sem retornados.

A Madeira aos madeirenses.
RJ disse…
A direita tem sentido de humor.

O PND não está dentro das minhas simpatias políticas, mas a campanha na Madeira pode ser considerada serviço público.

Não esquecer o actor contratado para ser candidato nas últimas eleições insulares.

Mensagens populares deste blogue

Goldman Sachs, política e terrorismo financeiro

Miranda do Corvo, 11 de setembro

Maria Luís e a falta de vergonha desta direita