Xiitas em Kerbala


Se a existência de Deus dependesse do número de crentes e a sua bondade das tropelias de que estes são capazes, certamente que o dos xiitas era bem credível e bondoso.

Ontem, 2,5 milhões de peregrinos imbuídos de uma fé avassaladora rumaram a Kerbala. Vê-los através da televisão a flagelarem-se, ver o sangue a brotar dos corpos chicoteados pelos próprios, crianças que já rasgavam a pele para agradar a Deus, senti um imenso dó das vítimas da fé e uma raiva ainda maior dos clérigos que pregam, estimulam e aplaudem estes actos de demência.

Pobres xiitas, com a pele rasgada, a derramarem sangue para consolo do mito tenebroso que os padres inventaram. E acreditam que no Paraíso um Deus raivoso se rebola de gozo perante o sofrimento inútil e a humilhação gratuita.

Comentários

Zaratustra disse…
A miséria moral e intelectual destes seres humanos são uma ofensa à dignidade. Temos que libertar estes nossos irmãos do jugo da opressão da religião. da adoração de dues ou deusinhos tão crueís e estúpidos.
Parabéns ao CE e ao Ponte Europa por nos lembrar de todo este sofrimento injustificado e triste.

Mensagens populares deste blogue

Goldman Sachs, política e terrorismo financeiro

Miranda do Corvo, 11 de setembro

Maria Luís e a falta de vergonha desta direita