BPN - Um caso esquecido

As investigações ao caso do Banco Português de Negócios (BPN) chegaram a Arlindo de Carvalho. As casas do ex-ministro da Saúde de Cavaco Silva e de Dias Loureiro foram alvo de buscas no final da última semana, de forma simultânea, porque haveria interesse nesse procedimento no âmbito do inquérito.

Comentários

O senhor Coimbra, um dos mais destacados dirigentes do PSD, ainda não mereceu o interesse das autoridades apesar das revelações do Dr. Oliveira e Costa na comissão parlamentar de inquérito ao BPN.
Arlindo de Carvalho, ex-ministro da Saúde e accionista do Banco Português de Negócios (BPN), foi constituído arguido no âmbito da investigação às actividades deste banco e do seu principal ex-accionista, a Sociedade Lusa de Negócios (SLN), noticia a SIC.
link
e-pá! disse…
Este senhor do qual quase ninguém se lembra (é preciso recordar sempre que foi ex-ministro) resolveu, há alguns dias, "atirar-se" à Ministra da Saúde, afirmando que a mesma "estava a politizar a questão da gripe A".

Foi como fizesse um prova de vida.

Passados alguns dias as autoridades estavam-lhe a revistar a casa. É que tendo presente e agudizada a capacidade de criticar a Ministra, tinha-se esquecido de uma dívida à SLN/BPN da ordem de algumas dezenas de milhões de euros.

Uma memória muito semelhante à capacidade crítica: selectiva...

Há, no entanto, um pergunta que começa a pairar por este Portugal fora.

Quantos PSD's - nomeadamente "cavaquistas" - continuam escondidos debaixo do tapete?
ana disse…
"Quantos PSD's - nomeadamente "cavaquistas" - continuam escondidos debaixo do tapete?"

Se as instituições funcionassem e houvesse justiça, as prisões rebentariam pelas costuras.

Mensagens populares deste blogue

Vasco Graça Moura

Notas sobre a crise venezuelana…