Um achado sobre o sofisma da verdade…

Depois de muito vascular pelos fóruns da verdade encontrei um documento apócrifo que pareceu-me ser o esboço oculto do programa eleitoral do PSD:

- Apresentar Sócrates como um optimista estouvado que fala de um País que não existe;

- Insistir nas promessas de Sócrates em 2004, se possível apresentando-o nos comícios do PSD como um recalcitrante mentiroso (…aproveitar a deixa do João Cordeiro);

- Finalmente, ainda, repisar em Sócrates, por não ter, em 2004, previsto a crise financeira e em conformidade vendido atempadamente os activos tóxicos dos bancos portugueses ao Citigroup;

- Enxovalhar, em qualquer circunstância, todo o XVII Governo Constitucional, e os seus servidores, desde o porteiro do Palácio de S. Bento até à família do candidato (só permitido até ao 3º. grau).

Adenda:
Nunca se referir ao PSD!
O PSD pugna para ser o primeiro partido português a chegar a um acto eleitoral sem dizer, nem prometer, nada.
Rigorosamente, nadinha!
Depois, em caso de sucesso ou insucesso, nunca será acusado de nada.
O "nada" (dizer e/ou fazer) será uma obcessão e fio codutor do programa.

Quando for inevitável falar sobre qualquer assunto, aproveitar para teatralizar a situação, e em desespero de causa, evocar o grande dramaturgo Vítor Hugo.
Assim:
“A verdade é como o Sol. Ela permite-nos ver tudo, mas não deixa que a olhemos”.
Não esquecer de falar da “verdade”. Da verdade material, formal, analítica, sintética e sofistica. Principalmente, insistir nesta última.

Ou, então, reproduzir a filosofia oriental, p. exº, socorrendo-se de Confúcio:
“I have yet to meet a man as fond of high moral conduct as he is of outward appearances”. (Em "british" para impressionar …).

Comentários

A gripe é um pretexto para se fazer de morta.
polytikan disse…
MFL já disse preto no branco o que vai fazer se for governo: apagar todos os vestígios da Governação Sócrates. Certamente para o país voltar aos bons velhos anos em que a sra. era Ministra das Finanças e então prosseguir a obra: vender bens do Estado em saldo - estilo liquidação total.
Salvo o devido respeito, a sra. já tem idade para ter juízo, em vez de andar a brincar aos salvadores da pátria com os "sobrinhos".

Mensagens populares deste blogue

Os incêndios e a chantagem ao Governo

Vasco Graça Moura