Os solípedes não aprendem

Bertold Brecht (1898-1956)

Primeiro levaram os negros
Mas não me importei com isso
Eu não era negro
Em seguida levaram alguns operários
Mas não me importei com isso
Eu também não era operário
Depois prenderam os miseráveis
Mas não me importei com isso
Porque eu não sou miserável
Depois agarraram uns desempregados
Mas como tenho meu emprego
Também não me importei
Agora estão me levando
Mas já é tarde.
Como eu não me importei com ninguém
Ninguém se importa comigo.


Martin Niemöller, (1892-1984)

Um dia vieram e levaram o meu vizinho que era judeu.
Como não sou judeu, não me incomodei.
No dia seguinte, vieram e levaram outro vizinho que era comunista.
Como não sou comunista, não me incomodei .
No terceiro dia vieram e levaram o meu vizinho social-democrata.
Como não sou social-democrata não me incomodei.
Quando vieram buscar os sindicalistas não disse nada
não sou sindicalista
Quando vieram e me levaram
já não havia ninguém para se ouvir...

( Este poema tem numerosas variantes. Na época de McCarthy o termo "comunista" desapareceu do poema. Esta versão é a de 1976)

Comentários

Anónimo disse…
("versão balcanica" do texto
"Martinovic Niemöllerovic"

Um dia (os ustashi) vieram e levaram o meu vizinho que era ortodoxo.
Como não sou ortodoxo, não me incomodei.
No dia seguinte, vieram e levaram outro vizinho que era comunista.
Como não sou comunista, não me incomodei .
No terceiro dia vieram e levaram o meu vizinho cigano.
Como não sou cigano não me incomodei.
Quando vieram buscar os judeus não disse nada
não sou judeu
Quando vieram e me levaram
já não havia ninguém para se ouvir...

Mensagens populares deste blogue

Vasco Graça Moura

Notas sobre a crise venezuelana…