Democracia não chegou a Loulé


Haverá poucas dúvidas de que os poderes instalados se assustaram, porque não contariam que ele [Vairinhos] avançasse com todo o seu prestígio, arrancando no jantar de apresentação com cerca de 1500 participantes e com um discurso crítico muito fundamentado por um profundo conhecimento do passado e da actualidade do Concelho de Loulé, como ainda inspirado em valores como os da Liberdade, Igualdade e Fraternidade, como no espírito do 25 de Abril. Foi uma apresentação notável e diferente do que tem sido habitual.

É notório também o silêncio da autarquia que, democraticamente, deveria ter repudiado este acto ocorrido nos seus domínios (clicar na imagem).

(e-mail de J. F.)

Comentários

ahp disse…
Não é no concelho de Loulé que fica Boliqueime?
P disse…
E gozar com a fé dos outros, é muito democrático...

Mensagens populares deste blogue

Notas sobre a crise venezuelana…

Vasco Graça Moura