A co-incineração

O país que resta de mais uma vaga de incêndios está transformado numa imensa montureira com mais de 1400 locais contaminados com milhões de toneladas de resíduos industriais perigosos (RIP) à solta.

Podiam ter sido queimados em reciclagem térmica se a co-incineração tivesse sido adoptada. De nada valeram os argumentos da comissão científica independente, adrede nomeada, demonstrando à saciedade que é muito mais barata do que a incineração dedicada, não produz resíduos de resíduos, é mais amiga do ambiente e proporciona uma eficiente destruição térmica dos RIP.

«Se quatro cientistas apoiam a co-incineração não será difícil arranjar outros tantos que digam o contrário» – afirmou na altura Durão Barroso, a mostrar a sua peculiar concepção de ciência e o que espera dos cientistas do PSD.

A Comissão Europeia notificou Portugal, há dois anos, por incumprimento em relação aos RIP. A comunicação social referiu o facto mas deu-lhe pouca atenção.

Os Governos do PSD/CDS mantiveram pelos lixos e resíduos tóxicos o respeito e desvelo que deviam merecer-lhe os cidadãos. A estes teve-os debaixo de olho, governou-os mal, hipotecou-lhes o futuro, àqueles deixou-os à solta, preservou-lhes a tranquilidade, reservou-lhes o Pais.

Há vários ministros do ambiente que se espera uma solução. Pensava-se que o PSD tinha uma ideia, trazia um projecto, era portador de uma alternativa. Não, tinha apenas em mente evitar aos lixos e RIP a sua destruição.

Para quê transformar o lixo em calor se podíamos importar combustíveis fósseis e preservar os lixos do nosso contentamento para as gerações vindouras?

Por este andar não íamos ter país para lhes deixar. Felizmente a co-incineração vai avançar.

Comentários

Anónimo disse…
Os traidores vão mostrar-se!
Anónimo disse…
Luís Geraldes, director do curso, explicou que o objectivo da iniciativa é fazer a preparação de novos autarcas, muitos deles eleitos pela primeira vez nas recentes eleições”. Na sua perspectiva, “um autarca do PSD é diferente porque é gente com um enorme capital político e técnico, que se pauta pela defesa da justiça social e da liberdade, trabalhando para as pessoas e com as pessoas”.
http://www.asbeiras.pt/?area=coimbra&numero=27316&ed=24102005

Este tipo é doido????
O PSD anda mesmo na rua da amargura!!! e os autarcas dos outros partidos?? Sao todos maus??
Anónimo disse…
Coimbra passou de Capital do Amor em Portugal a cidade-Museu (claro, o que aqui se vê é passado !), a Capital da Saúde, Cidade do Conhecimento e finalmente à verdadeira designação : CAPITAL DO LIXO ... Parabéns ! A evolução tem sido fantástica !!!
Anónimo disse…
VIVA O CASTANHEIRA BARROS- UMA VOZ A PREGAR CONTRA A SÓCRATES
Anónimo disse…
Há coisas que não são verdade:

"...que é muito mais barata do que a incineração dedicada...", - os efeitos a médio e a longo prazo da coincineração e da incineração dedicada não são conhecidos, logo os custos futuros que acarretam para todos não são contabilizados.


"...não produz resíduos de resíduos...", - nenhum método elimina todo os resíduos, a coincinarção queimará grande parte e o remanescente será dividido entre o cimento, a atmosfera e os filtros. A grande vantagem de queimar resíduos em cimenteiras é que estas devido ao seu processo de produção têm limites de emissão mais altos do que as incineradoras dedicadas logo, ....

"... é mais amiga do ambiente e proporciona uma eficiente destruição térmica dos RIP..."
- ver comentário anterior sobre limites de emissão e ...


Quanto à concepção de ciência : na ciência enquanto não se souber tudo, mas mesmo tudo, sobre um determinado assunto haverá sempre opiniões diversas.
A ciência não é uma religião, não tem dogmas tem factos e qd estes não são conhecidos é humilde e discute. Além disso, todos os documentos científicos só são válidos depois de apreciados por colegas e o relatório critico está aqui:
http://www.co-incineracao.online.pt/CRUP-DelgadoDomingos.pdf

Quanto ao relatório "independente":
...um dos quatro cientistas demitiu-se do processo...

Eu não sou contra o processo de co-incineração, mas não gosto de que este seja "vendido" com argumentos falaciosos.
Finalmente se a co-incineração fosse o melhor método era a que seria utilizado por todos e na verdade não o é, no fim a decisão é política e eu não tenho nada contra a decisão ser política mas ao menos assumam-na.
Anónimo disse…
Vejamos algumas frases do anterior relatório:
"...Se às cimenteiras fosse imposto o mesmo limite de emissão em NOx, CO e metais
pesados que é imposto a uma incineradora dedicada, mesmo tratando-se de uma
incineradora de lixos urbanos, como a Valorsul, o equipamento adicional que seria
necessário, tornaria economicamente impraticavel a co-incineração..."

"...Como as cimenteiras não seriam competitivas se tivessem que tratar o mesmo tipo
de resíduos, com a mesma segurança para as populações e o ambiente, o que se fez
foi restringir o tipo de resíduos a tratar numa cimenteira, sem quantificar o custo
global do tratamento dos que ficarão de fora ..."

O próprio reltório da CCI diz:"Existe um número importante de unidades de incineração e co-incineração a
funcionar em paralelo e concorrência na América do Norte e União Europeia. A
existência dos dois tipos de solução é uma demonstração pragmática de que
nenhuma das duas alternativas tem vantagens claras e insofismáveis sobre a outra e
de que ambas as soluções podem ser aplicadas na destruição térmica dos resíduos
perigosos.
(…)"

"...é para mim
evidente que os erros/manipulações que ele contém seriam mais que suficientes para que
ele fosse rejeitado se fosse revisto por cientistas competentes na matéria ("peer review"),
como se faz habitualmente em ciência..."

Quanto à incineradora hospitalar, se esta estivesse dentro das normas
"...1
cimenteira que queima 40000 toneladas de RIP/ano equivale a 13.6 (=2.7 x 5)
incineradoras hospitalares como a de Coimbra...."


"...as fontes que a própria CCI cita no relatório desmentem categoricamente
algumas das principais conclusões da CCI, nomeadamente quanto aos efeitos nefastos
para as populações...."

E agora?
Anónimo disse…
«Anonymous said...
Os traidores vão mostrar-se!
11:50 PM »

RE: Os cobardes não. Preferem o anonimato.
Anónimo disse…
Vais ver os cobardes na rua, em manifestação, contra a co-incineração, contra a decisão do Governo!
Tu, que não és cobarde, vais ficar em casa, a rezar para que a co-incineração venha para Coimbra!
Estamos conversados.
(Eu estarei na 1.ª fila a manifestar-me, como estive em 1999 e 2000. Se quiseres conhecer-me, vai à janela, valentão!)
Anónimo disse…
A co-incineração não é uma maravilha, mas é uma solução melhor do que, por exemplo a incineração dedicada.
E, dado que não há qualquer inversão visível significativa no modo de vida que constitui o paradigma actual na produção de lixos e de resíduos (incluindo aqueles que são considerados tóxicos e perigosos), a co-incineração é o menor dos males, e uma inevitabilidade.
Em Souselas ou em qualquer outro lugar.
Souselas só ganhará com a co-incineração.
A sua população está hoje muito mais protegida do que esteve até à época em que se iniciou toda a agitação e ba-fá fá em torno da co-incineração e que foi claramente promovida por "agentes" da confusão e da desinformação, locais e exteriores, de quem nunca se ouviu qualquer palavra “ambientalista” até então, acerca fosse do que fosse. E muito menos acerca dos malefícios para a saúde em Souselas, causados pelo pó da indústria cimenteira ou pelo barulho dos camiões, etc.
O que move estes agitadores são outros fins e interesses que nada têm que ver com a defesa da saúde ou do ambiente.
Souselas estará mais protegida do que nunca esteve, de "qualquer agressão ambiental" quando a co-incineração se tornar um facto.
E o país estará também mais seguro, sabendo todos nós que os resíduos tóxicos perigosos não andam por aí ao deus dará como toda a gente sabe.
Depois, as informações disponíveis e os estudos feitos não são desfavoráveis à co-incineração. Claro que a decisão de avançar ou não, é evidentemente política. Qualquer decisão é política.
Agora está esgotado o tempo e o interesse colectivo de continuar a escutar argumentos “do sou contra porque sim” ou do sou a favor se for noutro sítio longe da minha porta”. Nem há paciência para arruaças de quem não tem mais argumentos contra as evidências.
Não há motivos para se continuar a perder tempo. Avante com a coisa.

(AC)
Mano 69 disse…
Finalmente vai abrir em Coimbra um espaço agnóstico, apolítico e onde o cidadão poderá ser encaminhado para o além através da chaminé.
Anónimo disse…
Atencao, eu não sou desfavorável à coincineração, mas sou contra os argumentos falsos:
Desde logo:
... co-incineração não é uma maravilha, mas é uma solução melhor do que, por exemplo a incineração dedicada...

não está provado, nem deixa de estar. É pura demagogia.

Os efeitos e L.Prazo não estão identificados para nenhum dos métodos. E se a coisa corre mal, quem é o responsável?

Que tal a sugestão: o governo diz que tem resíduos para tratar, quem quiser ´fornecer um solução dá-a e obtém os lucros da mesma mas tb as responsabiidades.
O processo como está a ser conduzido é o da desresponsabilização de todos os agentes envolvidos.
O meu pensamento sobre esta problemática da co-incineração está patente em www.castanheira.net
Não vale a pena perder mais tempo a comentar « comentários » sem o mínimo de rigor científico e que são motivados por fanatismo político.
Como jurista que sou, pouca preparação tinha sobre esta matéria quando comecei a abordá-la .
Tive porém o cuidado de me documentar devidamente junto de cientistas especialistas neste domínio antes de avançar com a acção popular que fiz dar entrada no Supremo Tribunal Adminsitrativo e que culminou com a revogação do despacho de José Sócrates, então Ministro do Ambiente que determinava a opção pela co-incineração em Souselas e Outão .
Se as decisões dos Tribunais não são para respeitar então vale tudo a partir de agora neste Estado que eu julgava ser não apenas um Estado democrático mas também um Estado de Direito, em consonância com o disposto no artigo 3º da Constituição .
Anónimo disse…
O Socrates, mais do que um animal político, é uma besta política.
Ou anda a gozar Coimbra com piadas de mau gosto, ou entao mordeu-lhe alguma mosca.
Será trauma das praxes de Coimbra!...
Raios partam o homenzinho, que até começava
a gostar dele!
Anónimo disse…
What a great site »

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime