Coimbra - Praceta de S. Sebastião, hoje.


Este sofá tem menos tempo de Praceta do que de uso. Mas já se encontra há mais de uma semana à espera de remoção.

Comentários

minhacoimbra disse…
É sempre assim... Só em tempo de eleições é que se lembram de nós
Anónimo disse…
Faltam os empregos do Batista... e dá nisto.
Mano 69 disse…
O problema é que não há pobres a viverem na Praceta ou mesmo perto dela...
E a responsabilização do morador da Praceta que colocou o sofá na rua? O animal não sabe que existe recolha de "monstros" pelos serviços camarários?
Pobre sofá só e abandonado.

P.S.: Carlos Esperança agora que é o feliz detentor/utilizador de uma máquina fotográfica digital será que vai abrir novos horizontes no berloque?
Anónimo disse…
Do que é que está à espera?
Vá, força, mãos à obra.
Mano 69 disse…
É pá eu até ajudava o pior é que o médico não me deixa fazer esforços em vão...
Anónimo disse…
Aguardamos com alguma impaciência a "postada" do blogueiro Esperança sobre o anúncio feito pelo político com nome de filósofo...
Será vingança?... Será teimosia?... Porque será?...
Anónimo disse…
Não será uma nova versão do mobiliário urbano, a condizer com as flores por tudo lado, e às luxuosas (majestosas) rotundas?
Anónimo disse…
nao... porque em relação ao mobiliario urbano esse grande vulto da politica socialista, Manuel Machado, deixou os contratos todos fechados por varios anos!!!
Anónimo disse…
Eu compreendo o rancor para com Manuel Machado.

A comparação é dolorosa para quem veio depois.

As saudades dos munícipes são superiores aos ódios de estimação que ainda mantém.

Nunca mais houve uma maioria absoluta nem com más companhias (CDS/PPM).
Anónimo disse…
No meu tempo a praceta servia só para jogar á bola, não havia espaço para lixo, vidrões ou viaturas estacionadas em cima do "campo". Que saudades eu tenho dos melhores anos!

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime