Eleições autárquicas/2005


Após a mais desinteressante campanha de que me recordo, com o ruído a sobrepor-se à divulgação de propostas e os insultos a substituírem as ideias, termina hoje o combate autárquico, para reflexão.

O Ponte Europa não publicará, desde a meia-noite de hoje até ao fecho das urnas, no domingo, qualquer texto relacionado com as eleições. É uma questão de postura cívica, não é o risco de influenciar quem quer que seja com visitas que pouco ultrapassam as quatro mil mensais.

Apesar de todos os partidos poderem cantar vitória, como já vem sendo hábito, invertendo no espaço mediático a contabilidade das urnas, há questões que ficam em aberto:

1 – Uma derrota pesada do PS terá como consequência o aumento da conflitualidade e instabilidade social, aumentando as dificuldades de governação;

2 – Uma vitória dos 4 candidatos «independentes», e pouco recomendáveis, é uma derrota para a democracia e, nos casos de Isaltino e Valentim Loureiro, um risco para a liderança de Marques Mendes;

3 – Os resultados do BE e do PCP podem acentuar ou travar a aproximação entre ambos com reflexos a curto prazo na aceleração da tendência.

4 – Da Madeira, um território com inegável défice democrático, podem vir sinais de emancipação de um poder autoritário ou permanecer à margem de uma sã vivência democrática.

Finalmente espero que a esquerda, no seu conjunto, continue a ser maioritária no país, dada a radicalização da direita, o ressentimento e o desejo de retaliação que tem manifestado.

Comentários

Anónimo disse…
Quinta-Feira - 6/10/05

DIA DA JUVENTUDE
(Informações: Paulo Leitão – 914 940 490)

17h00 – Jogo de futebol com jornalistas

Eventuais esclarecimentos: 969 617 539 (Carlos Lopes)

Vi isto no site de ENCARNAÇÃO.
Alguém me sabe dizer quais foram os jornalistas que andaram a jogar à bola e quem foi a equipa adversária?
Já liguei para estes numeros mas ninguém atendeu...obrigado pela ajuda
Anónimo disse…
Ó anónimo, porque não foste lá ver?
És um malandreco, não é?
Mano 69 disse…
Grande Carlos Esperança

Sempre a cavalgar a onda socialista mas nunca se comprometendo a molhar-se…

1- Prémio “olha para mim tão preocupado”
2- Prémio “quem não arrisca não petisca”
3- Prémio “sai da frente senão racho-te”
4- Prémio “Jardim florido”

«(…)dada a radicalização da direita, o ressentimento e o desejo de retaliação que tem manifestado.»
Uma excelente tirada que faria sucesso num espectáculo de Stand-Up Comedy!
cãorafeiro disse…
carlos, o problema da esquerda, não só em portugal, mas em toda a europa nos dias que correm, é só um...

é que quando chega ao poder insiste em políticas mais próprias da direita. eu sei que quem costuma dizer isto são os comunistas, mas por mim, não me ralo que me confundam, não sou comunista e é com muita amargura que vejo a esquerda mais uma vez a cair nesse engodo.
cãorafeiro disse…
carlos, o problema da esquerda, não só em portugal, mas em toda a europa nos dias que correm, é só um...

é que quando chega ao poder insiste em políticas mais próprias da direita. eu sei que quem costuma dizer isto são os comunistas, mas por mim, não me ralo que me confundam, não sou comunista e é com muita amargura que vejo a esquerda mais uma vez a cair nesse engodo.
Anónimo disse…
Where did you find it? Interesting read » » »

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime