Recordar Natália Correia

Há 13 anos faleceu Natália Correia. Notável intelectual, escritora, jornalista, política e cidadã, deixou a marca de uma personalidade ímpar e do seu espírito independente.

Porque o humor é uma forma de pedagogia, em vez de um poema, dos muitos com que enriqueceu a literatura, deixo os versos escritos na Assembleia da República, logo que o deputado João Morgado, do CDS, produziu no hemiciclo esta frase lapidar:

«O acto sexual só é legítimo para ter filhos».

Depois desta síntese do pensamento democrata-cristão, que nenhum deputado do CDS repudiou publicamente até hoje, Natália Correia escreveu e deu aos colegas este poema:

JÁ QUE O COITO - DIZ MORGADO -
TEM COMO FIM CRISTALINO
PRECISO E IMACULADO
FAZER MENINA OU MENINO;

E CADA VEZ QUE O VARÃO
SEXUAL PETISCO MANDUCA,
TEMOS NA PROCRIAÇÃO
PROVA DE QUE HOUVE, TRUCA-TRUCA.

SENDO PAI DE UM SÓ REBENTO,
LÓGICA É A CONCLUSÃO
DE QUE O VIRIL INSTRUMENTO
SÓ USOU - PARCA RAÇÃO ! -

UMA VEZ. E SE A FUNÇÃO
FAZ O ORGÃO - DIZ O DITADO,
CONSUMADA ESSA EXCEPÇÃO,
FICOU CAPADO, O MORGADO !

NATÁLIA CORREIA

Comentários

O ex-deputado João Morgado é advogado em Lamego.
sabichão disse…
engraçado...
mas esta argumentação faz-me lembrar o ataque do Prof. Louçã ao Dr. Portas sobre a sua incapacidade para se pronunciar sobre o aborto já que não tinha filhos...
Lá porque o Advogado de Lamego só tem um filho não quer dizer que não tente mais vezes... E nem sei que idade terá a mulher dele... mas certamente que agora vai tentando em fêmeas em idade fértil...
jagudi disse…
Ó sabichão, é engraçado!
Com esta argumentação,
Mais pareces o Morgado!
Mano 69 disse…
Em Lamego?
Terra do bom presunto e espumante!

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido