Centenário de S. Francisco Xavier



(Foto recente do sarcófago)

Faz hoje 500 anos que nasceu Francisco Xavier, destacado membro da Companhia de Jesus que, ao serviço de D. João III, evangelizou Goa, Molucas, Temate, ilha de Moro, Malaca e Japão.

Apóstolo do Oriente e Padroeiro das Missões são alguns epítetos do taumaturgo cujo prestígio resistiu à perda do Estado Português da Índia, designação que o salazarismo atribuiu aos restos de um império onde Portugal semeava a fé e recolhia especiarias.

Os CTT emitiram dois selos para comemorar a efeméride.



O abandono a que foi votado o sarcófago do ilustre jesuíta permitiu que o corpo, incorrupto durante mais de quatro séculos, se encontre actualmente no estado de decomposição que a foto documenta.

Comentários

Mano 69 disse…
MILAGRE JESUÍTICO?

Carlos Esperança conseguiu falar sobre um tema religioso sem descambar no seu ateísmo militante.
Que mais irá acontecer? Será que também vai começar a comer jesuítas e pastéis de santa clara?

Ou será que ele é filatelista militante?
Anónimo disse…
Prefiro barrigas de freira e papos de anjo.
Anónimo disse…
mano 69:
É que, perante uma figura que os próprios cafres punha de cabelos em pé (os CTT atestam!), não pode senão falecer o peito mais empedernido.
CE:
Não tinham passado 50 anos, desde aquela manhã em que o Velho do Restelo ficou na Praia das Lágrimas a falar sozinho, e já os portugueses não semeavam nada na Índia, a não ser a própria alma. Nem colhiam senão sonhos ébrios, fumos de grandeza, e facturas por pagar.
Ainda hoje andamos todos à procura da rolha!
Anónimo disse…
Very nice site! »

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime