Madeira – uma região marginal

No Afeganistão a intolerância atingiu o auge com os estudantes de teologia no poder.

Na Madeira, um estudante de democracia, formado na Escola do Estado Novo, tem do Estado uma concepção próxima do pensamento político de Jean-Bedel Bokassa.

Hoje, segunda-feira, há tolerância de ponto. Amanhã a Assembleia Regional estará fechada por ordem do sátrapa local, em gozo de férias em Porto Santo.

Comentários

Anónimo disse…
...A Madeira foi "marginal" e esquecida pelo poder central durante quase 500 anos...Não chega????...

...O " palhaço " está na Madeira ...Mas pelo estado em que está o País, pelos visto o "circo" está todo em Lisboa...

...Sr Carlos Esperança, uma vez que fala dessa forma tão sobranceira, como se fosse exemplo democrático...Pergunto-lhe:
- Que fez voçê por Portugal? Que contribuiu para a melhoria das condições de vida dos seus concidadãos? NADA, acho eu...

...Criticar é fácil...

...A Madeira necessita só de um opinion maker , para desmistificar a "imagem" que a Madeira tem pela maior parte do povo português...Certas "verdades" que individuos como o MST e outros...Lançando ideias erradas sobre a Madeira...

..E nem sou PSD...Basta-me ser Português Atlântico...

Por favor não passe pela Madeira.
Anónimo disse…
«Por favor não passe pela Madeira».

RE: Isso é espírito democrático da escola Alberto João Jardim?

É ameaça ou intimidação?

Ao contrário de Alberto João Jardim, nunca fui salazarista e lutei contra o salazarismo.

Fui obrigado, por isso, a abandonar o distrito onde era professor, sob ameaça do director Manuel da Silva Mendes, um fascista que foi deputado da UN e presidente da Câmara de Portalegre.

Era um correligionário do Dr. Jardim. Apenas não bebia.
Anónimo disse…
...Não intimido ninguém...os Madeirenses somos é brandos demais, para o "tratamento" que tivemos ao longo das décadas pré-25 de Abril...

Eu pedi por favor...

Pois, acho que muitos falam de algo que poucos conhecem de verdade a realidade - A Madeira!

..Eu não me atrevo a falar ou a caricaturar alguém em Portalegre, sem conhecer PESSOALMENTE ( e não pelos jornais...) a localidade e a sua população...

Parece estar na moda "gozar" com a Madeira, como sse fosse uma "coutada" dos pretensos humoristas-guardas da democracia!...
Anónimo disse…
..errata..Nós Madeirenses somos brandos demais...

( quando defendemos algo que gostamos, não escrevemos tão rápido quanto o nosso espírito brota palavras...)

Nós Madeirenses não temos "complexos" de baixa auto-estima ...Basta acompanhar o programa " Prós e contras " na RTP.

Deprime...Até o Freud.
Anónimo disse…
Caro leitor:

Houve tempo que me deslocava com regularidade à Madeira. Tenho amigos e familiares próximos na Madeira.

Mas o que tem isso a ver com um governante autoritário, insultuoso e desrespeitador da Constituição?

Os insultos do cavalheiro aos mais altos magistrados da nação são prova de demência ou caso de polícia.

O desrespeito às oposições é próprio de quem bebeu na escola fascista os rudimentos democráticos.

Devemos deixar o indivíduo à solta?
Anónimo disse…
..Essa do "Bokassa" é original do Jaime Gama...

Ao olhar para o "menino" Jaime Gama, de facto o bokassa não destoa...Mas não sei qual deles "resiste" aos "prazeres da carne"...Não só do canibalismo vive a "carne" a tormenta...

Vai bonita a " brincadeira "...
Anónimo disse…
..."sátrapa local"...

Por sinal, refere-se ao muito LOCAL ( Coimbra )... "Faustão"?

Não?

Ou então na próxima Vila Nova de Poiares um tal de Caldeira? ( o autarca a MAIS tempo no Poder...Aí tão próximo e voçê atravessa o atlântico para criticar o QUÊ?? )

anedótico...

A Propósito - O largo da Portagem já tem aspecto CIVILIZADO?

Os moradores da Avenida do Brasil e arredores já usam os sacos higiénicos para o " passeio higiénico" canino? ou ainda não?

O Grande Norton De Matos se soubesse que é " Bairro" assim...

"...Dizia o Sr RUI, queres ver que a put..sou EU?"



Não?

Afinal há mais? Humm
Anónimo disse…
De facto o sr Carlos Esperança, tem como o seu próprio nome indica , a " esperança " de um dia ( ainda está longe ) de Coimbra tornar-se algo mais que um "pardieiro" de estudantes...

E onde os residentes de Coimbra Cidade têm além de pretensa " sapiência " vão "vendê-la" nas Pertutti´s " da Cidadezinha...Que grande "Show OFF"!

No fundo deixar de ser uma " Região Marginal "...Leva algum tempo...

Tudo começou a uns milénios em Conimbriga! Têm que esperar..Peloa " Novos " romanos que qual Messias, vão-nos salvar!

O Cavaleiro do apocalipse ( o que vem de MULA )deve sair de Coimbra democrática e fascista! até sinto ainda o "cheiro" do môfo...

Ignorância sobre a índia ou outra qualquer terra distante! Mas, ignorar a realidade do seu próprio país??????????? ( sim a Madeira faz parte , lembra-se? Embora com a ignorância que grassa pelo continente, às tantas...)
Anónimo disse…
Caro anónimo:

O autarca (presidente de Coimbra) é o dr. Encarnação.

Quanto ao de Poiares, há tanto tempo quanto o Dr. Jardim, chama-se Jaime Soares, ambos a rivalizar com o Fidel de Castro.

...«de Caldeira», só conheço o sacristão da Sé Nova, para levar o hissope ao padre.

Em Poiares não sei quem seja.
Anónimo disse…
"...Fui obrigado, por isso, a abandonar o distrito onde era professor, sob ameaça do director Manuel da Silva Mendes, um fascista que foi deputado da UN e presidente da Câmara de Portalegre..."

Fique a saber que o AJJ nunca foi deputado da UN! Na dita ala Liberal, estava sim o Sá Craneiro e entre outros o Açoriano Mota Amaral!

Alguma confusão de ilhas?
Ainda não conhece o PAIS inteiro???
Só pela TV , não é suficiente...
Anónimo disse…
A história da "marginalidade" e do "esquecimento" da Madeira é um ditoche estafado.
Como um outro - preferido pelo Jaime Ramos - que se refere ao "colonialismo" do Continente.
Neste campo, o que dizer -p. exº. -dos transmontanos?
Pior, quando se discutiu e se realizou o referendo sobre a regionalização , todos ficamos a conhecer a hipocrisia e a dualidade de critérios dos dirigentes regionais madeirenses.
E vimos como a Madeira votou.
Não somos tolos e conhecemos os argumentos para "sacar" proventos do orçamento do Estado.
Muito do que está lá (na Madeira)feito ou foi pago com o dinheiro dos portugueses ou foi conseguido em Bruxelas sob o nome de Portugal.
A sua pretensa divisão entre portugueses continentais e atlânticos, se fosse levada a sério, podia custar-lhe, isso sim, marginalização e esquecimento.
A Madeira está hoje como está (felizmente desenvolvida) devido ao 25 de Abril e à adesão de Portugal ao espaço democrático Europeu.
Logo, não vale a pena pôr-se em bicos de pés e selecionar quem pode ou deve passar pela Madeira, porque todos sabemos como no ditado popular que "sem laranjas não há circo".
PS - laranjas não tem nada a ver com o PSD.

E, VIVA O 25 DE ABRIL, SEMPRE!
Anónimo disse…
"...Os insultos do cavalheiro aos mais altos magistrados da nação são prova de demência ou caso de polícia..."

Fala do presidente Valentim Loureiro; Caldeira de VILA Nova De Poiares???

Ou do Narciso Miranda ( O " arrecuado" )?

Ou do " Bokassa da alta de Coimbra" o Faustão?
( era vê-lo em certa pastelaria, quase que tinham que tirar-lhe o chapéu!!! Mas não foi a tempo de salvar o amigo do " Conceição"...e esta hein? Nem do Pessa...)
Anónimo disse…
...Os trasmontanos NÂO TÊM BOCA?????
Anónimo disse…
...Caldeira dos bombeiros e Jaime soares de V N de Poiares...
Anónimo disse…
Ao " e-pá! "

Eu por ACASO SOU ESPANHOL????

Pago os meus impostos ONDE?
Os milho~es que entram pela indústria Hoteleira Madeirense vão para os Cofres da Tasmânia? Por acaso?

Estafada esta essa conversa que vivemos á custa dos "portugueses"!!!!DOS PORTUGUESES?????

Nós na MAdeira somo o QUÊ??? Espanhóis????

sinceramente...eis um exemplo dos " cérebros " de ideias feitas sobre a Madeira, pelos jornais e revistas!!!!

desenvlver uma PARCELA de Portugal É DESENVOLVER também PORTUGAL!! Ou Não?

sinceramente...

È com opiniões como a sua que os Madeirenses, sentem necessidade de votar no " palhaço", pois é o único que lhes faz ouvir as " respostas" que não podem dar a certos senhores tão grandes na sua sapiência que nem a " torre da cabra"...

sinceramente...

Tratam-nos como se fosse um "favor"...

" coitadinhos "
Anónimo disse…
Diz-nos o " É-pá":

"...Muito do que está lá (na Madeira)feito ou foi pago com o dinheiro dos portugueses ou foi conseguido em Bruxelas sob o nome de Portugal.
A sua pretensa divisão entre portugueses continentais e atlânticos, se fosse levada a sério, podia custar-lhe, isso sim, marginalização e esquecimento.
A Madeira está hoje como está (felizmente desenvolvida) devido ao 25 de Abril e à adesão de Portugal ao espaço democrático Europeu.
Logo, não vale a pena pôr-se em bicos de pés e selecionar quem pode ou deve passar pela Madeira, porque todos sabemos como no ditado popular que "sem laranjas não há circo".
PS - laranjas não tem nada a ver com o PSD..."


Sob o nome de Portugal?

hahahaahaha
então havia de ser em nome de espanha ou um qq outro país???

Eu não faço divisão entre continentais e "atlânticos"..." xenofobia regional" vejo-a do vosso lado...( E olhe que não é d ehoje! Já vivi em Coimbra e não só...)

Só de saber que era Madeirese ( já parecia um doente com LEPRA , prestes e gafo a ficar numa " gafanha" , como em Aveiro...), como ser Português da Madeira tivesse algo a menos ou a mais que outro cidadão qualquer...Mas aí é que surge a ignorância canina, os pressupostos vêm á tona que nem o mais refinado azeite...Ah! é da Madeira?...O AJJ já entregou o " cheque" deste mes...Ou algo assim!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

sinceramente!

se eu julgasse os conimbricenses da mesma forma que você "rotula" os madeirenses, como se fôssemos "clones"...

sinceramnete
Anónimo disse…
Carlos Esperança diz-nos:

"...É um acto de justiça lembrar o melhor Governo democrático de Portugal - o do primeiro mandato de António Guterres..."

Eu como não vou a reuniões de " certas " Quintas de Sintra...Nem fui casado pelo Padre ( ? ) Vítor Me(a)lícias...Que desprendido dos valores materias ( Misericórdia(s) )...

Exemplo "desse" - "melhor Governo democrático" - Foi o apoio aos Portugueses Emigrados na Venezuela, e que vitimas de catástrofe Natural...O " camarada " LELLO...Esqueceu-se...Pois!

O LELLO em visita aos Açores é que trataram-no abaixo de ...

Às tantas o que merecia ...
Anónimo disse…
Eh pessoal do MADEIRA, não ralhem com o Esperança... Ele até que é um tipo porreiro, ok, até aceito que ele pensa que tem sempre razão em tudo, mas... até é um velhote porreiro...
Por favor não o tratem assim, dêm-lhe um desconto que ele é um velhinho porra! Por vezes não sabe bem o que diz, pois a Esclerose já ataca, mas ... por favor tenham um pouco de compaixão por ele ok?
Anónimo disse…
O Anónimo madeirense esquece que há um tal Jaime Ramos, um arruaceiro autóctone, que diz que não abdica da independência total para a Madeira.

De vendedor de sifões para retretes até chegar a ideólogo da independência conseguiu arranjar uma sólida fortuna.

Quanto à liberdade de expressão, isso é um detalhe a que os próceres madeirenses não dão grande importância.
Anónimo disse…
O velhinho Esperança é da idade do Dr Jadim e com o fígado melhor conservado.

Sou mais novo do que o virtuoso D. Teodoro e não proibiria nunca espectáculos musicais.

A vocação censória é uma tendência dos donos do principal jornal da Madeira, Teodoro/Governo Regional.

E devo ao 25 de Abril o direito à livre expressão.
Anónimo disse…
"Carlos Esperança said...


O Anónimo madeirense esquece que há um tal Jaime Ramos, um arruaceiro autóctone, que diz que não abdica da independência total para a Madeira.

De vendedor de sifões para retretes até chegar a ideólogo da independência conseguiu arranjar uma sólida fortuna.

Quanto à liberdade de expressão, isso é um detalhe a que os próceres madeirenses não dão grande importância. "


O Jaime Ramos é UM Madeirense!!!!!!!!!!!!!!
somos cerca de 300 mil residentes e quase 2 milhões emigrados nascidos na região( não sabia? )

No entanto até EU, com declarações que vejo sobre a Madeira, começo a pensar que mais vale só e pobre que viver acompanhado e tratado como filho pródigo! O futuro dirá! ( rir-me-ia , se no futuro a madeira independente apresentasse melhores indices que PORTUGAL...)

Sr Carlos : Porque razão a Madeira foi considerada " REGIÂO EUROPEIA 2004 " ??????????

Em Bruxelas deviam estar todos malucos!!!!

Fortunas cada um faz a " sua" ...

O sr Carlos Esperança que pergunte a FORTUNA do Almeida Santos, do Mário Soares do Jorge Coelho ( este não é arruaceiro??? ) do "Grupo de MACAU" e seu amigo Stanley HO HO HO ( parece o Pai Natal do largo do rato...)...
Anónimo disse…
" Carlos Esperança said...

O velhinho Esperança é da idade do Dr Jadim e com o fígado melhor conservado.

Sou mais novo do que o virtuoso D. Teodoro e não proibiria nunca espectáculos musicais.

A vocação censória é uma tendência dos donos do principal jornal da Madeira, Teodoro/Governo Regional.

E devo ao 25 de Abril o direito à livre expressão. "

Escreva-lhes e diga-lhes directamente...

Não acha uma MISSIVA bem redigida algo mais eficaz, que colocar estas frases no "éter"??

Pois eu sou o mais novo de todos...Concebido no Marcelismo e nascido no PREC!
Anónimo disse…
...Sobre copos...

Sr Carlos Esperança:

Já meu avô dizia:

" ...Prefiro um Bêbado com visão que um " asceta" sem rumo e só com prosápia..."

Não me refiro ao Mota Amaral...Nem aos "meninos" da OPUS DEI....
Anónimo disse…
Deixemo-nos de prosápias.
Se alguém fez destrinça entre portugueses foi o anónimo das 1.04 AM que se auto-denominou "português atlântico"...
Ora isso quer dizer que há outros portugueses, por exemplo, "continentais". Agora pergunto eu: esses serão espanhóis?
Ou como gostam de dizer:"cubanos"?
Agora não me venha com os "milhões da indústria hoteleira" que, como sabe, não chegariam para "fazer sair a procissão do adro".De qualquer maneira, chegará o dia em que se fará contas. Depois vamos falar de "colonialismo", não do cultural ou económico, mas da colonização orçamental e do lugar da Madeira num quadro de solidariedade nacional. Aí também se verá que "os transmontanos têm boca", só que não alinharam numa chantagem que já enoja: Se não vieram mais uns € começamos a falar em independência, separatismo...etc.

Não me move qualquer atitude preconceituosa sobre a Madeira, nem alimento juízos de valor baseados em crónicas dos jornais.
Embora o Governo Regional os utilize com frequencia - as notas oficiosas na Madeira são endémicas.

Os meus conceitos baseam-se nos princípios da coesão e solidariedade nacional, coisa que nunca consegui ouvir da boca do governo da RAM ou dos dirigentes do PSD Mad..

O AJJ não tem de entregar cheques. Qualquer cidadão atento, vê uma constante pressão de saque orçamental à conta da dívida da Região (já sei que os madeirenses negam), que quando for necessário regularizar vai, então, saltar para a praça pública o princípio da solidariedade.

Finalmente, um pequeno acerto de memória.
"Fique a saber que o AJJ nunca foi deputado da UN!"
Andou muito perto. Pergunte aos madeirenses que conheceram o Dr. Agostinho Cardoso e a sua entourage política; lembre-se do seu alinhamento com o então bispo do Funchal D. Francisco Santana no jornal da diocese na chamada "tribuna livre".
etc...

Se houve alguém que, na ditadura, teve coragem de reclamar, perante Salazar autonomia para a Madeira, foi o Dr.João Abel de Freitas, em tempos muito difícieis - 1935!
A autonomia da RAM sob os auspícios do Dr. AJJ foi muito mais fácil.
O 25 DE ABRIL PROPORCIONOU-A!

PS - não sou "cubano". Para bom entendedor...
Anónimo disse…
e-pá! disse...

"...Deixemo-nos de prosápias.
Se alguém fez destrinça entre portugueses foi o anónimo das 1.04 AM que se auto-denominou "português atlântico"..."

Sinceramente...
Mas isso é fazer distrinça??? Quando voçê se considera continental...entenderia eu que voçê esta a fazer distrinça? Bem essa é de morrer a rir...Mania da perseguição?


Muito poderia dizer...Mas basta uma questão simples...

Porque razão o INVESTIMENTO PÚBLICO na Madeira ( parcela de Portugal )é apelidado de "dívida"???

A " Casa da música " no Porto, por exemplo, a "Ponte Vasco da Gama", a Via do Infante... São DÍVIDAS de quem??????
A estas voçê chama de investimento público " solidário"?????

É chover no molhado...

É por estas e por outras questões que só existem num imaginário
" tacanho " .



"...Se houve alguém que, na ditadura, teve coragem de reclamar, perante Salazar autonomia para a Madeira, foi o Dr.João Abel de Freitas, em tempos muito difícieis - 1935!"

Essa é outra!

Só mesmo quem não sabe da história do nosso país, e que pode dizer que na Madeira existe um " défice democrático "!!!

A Primeira e grande revolta contra o
" Botas" de Santa Comba Dão, realizou-se na MAdeira! ( apelidada dda " revolta da farinha "...

Você esquece-se que os Madeirenses como castigo tiveram que pagar um "imposto" imbecil instituído por Salazar!até ao 24 Abril 1974!

Voçê esquece que até o Marítimo para jogar na 1ªa divisão tinha que pagar " caução", e pagando as viagens,estadia ( etc ) para que às Equipas do continente vissem jogar na Ilha!!!!! ( isto parece anedota mas é verdade! ).

Dou-lhe um milhão de exemplos como
como fomos "tratados " abaixo de cão...Esse tempo já acabou! Garanto-lhe! Por muito que lhe custe...
Anónimo disse…
e-pá! disse...

"...Ou como gostam de dizer:"cubanos"?..."

Antes demais esa expressão é utilizada por uma minoria, e deriva da altura do PREC.

Caso não saiba, na génese esta o " salvador da pátri " OTELO SARAIVA(DA) de CARVALHO, que queria ccolocar a Madeira como " :::A Cuba da Europa..."

Se desconhece...

Não dê é a entender que todos os Madeirenses usam essa expressão...
Anónimo disse…
...É pá! :

Quando fala de separatismo e "fantasmas" de independência...Julgo que se esteja a referir aos amigos dos
Açores? Que ainda têm a F.L.A. ( Frente de Libertação dos Açores ) no activo. E fique a saber se isso algum dia ocorrer será primeiro nos " pacatos"
( aparentemente...)Açores.

Não tenha dúvida...
Anónimo disse…
Bem.
cito:
"Um parágrafo que acaba por, indirectamente, incitar à violência tendo em conta os acontecimentos dos anos 70 naquela localidade, por motivos políticos e religiosos. Muitos se recordam do recurso a armas, nomeadamente no tempo em que a Flama - Frente de Libertação da Madeira defendia a independência da Madeira."
in: DN, 13.04.2006.
Ponta do Sol (Lugar de Baixo) é Açores?

Outra:
"Só mesmo quem não sabe da história do nosso país, e que pode dizer que na Madeira existe um " défice democrático "!!!"
Não sei onde foi vasculhar isto!
Não referi isso, mas é um assunto interessante. Só - há mais - as recentes "histórias" da Assembleia Regional são um manancial de estudo para análise de comportamentos, ditos, democráticos.

Outra:
Dívidas ou investimentos ?
Não fui eu que vim - por mais de uma vez - a Lisboa para renegociar o serviço da dívida madeirense...

Finalmente:
"Ligar" as revoltas da Madeira (da farinha, do gen Sousa Dias, do leite, etc.) à actual situação é política virtual...

Portanto, neste momento, insisto:
VIVA A 25 DE ABRIL!
Anónimo disse…
ahahahahahaha...
o esperança está a levar um bailarico que só visto!
Ó Esperança, és da idade do João jardim???? Olha que não parece!
Dava-te pelo menos mais uns 10 anitos que ele!
é do figado, é do figado!!!!
Ah é verdade, o Esperança não bebe é católico... ahahahahahahaha
ahahahahahahahahaha
ahahahahahahahahahah
ahahahahahah
Anónimo disse…
e-pá! said...

"...acontecimentos dos anos 70..."

Correcto. Acções nos anos 70 ( 74-75 )e não actualmente!!

A FLA está ACTIVA actualmente, desde antes dos anos 70!
Esclarecido?


Se não sabe não fale.
--------------------------------
e-pá! said...

"...as recentes "histórias" da Assembleia Regional são um manancial de estudo para análise de comportamentos, ditos, democráticos..."

Refere-se decerto ás " Férias " pascais em "são Bento"..Ao deputado " Batman" sem multas, ou as viagens " fantasma", onde até os documentos desapareceram de São Bento! Tudo exemplos da melhor democracia...

Não me faça rir!

............................

Por falar em "virtual", não fui eu que disse:


"...Se houve alguém que, na ditadura, teve coragem de reclamar, perante Salazar autonomia para a Madeira, foi o Dr.João Abel de Freitas, em tempos muito difícieis - 1935!"

Pois não?
Anónimo disse…
JÀ QUE INSISTE EM " CHOVER NO MOLHADO "....



"Madeira – uma região marginal"
30 Comments



Anonymous said...
...A Madeira foi "marginal" e esquecida pelo poder central durante quase 500 anos...Não chega????...

...O " palhaço " está na Madeira ...Mas pelo estado em que está o País, pelos visto o "circo" está todo em Lisboa...

...Sr Carlos Esperança, uma vez que fala dessa forma tão sobranceira, como se fosse exemplo democrático...Pergunto-lhe:
- Que fez voçê por Portugal? Que contribuiu para a melhoria das condições de vida dos seus concidadãos? NADA, acho eu...

...Criticar é fácil...

...A Madeira necessita só de um opinion maker , para desmistificar a "imagem" que a Madeira tem pela maior parte do povo português...Certas "verdades" que individuos como o MST e outros...Lançando ideias erradas sobre a Madeira...

..E nem sou PSD...Basta-me ser Português Atlântico...

Por favor não passe pela Madeira.

1:04 AM


Carlos Esperança said...
«Por favor não passe pela Madeira».

RE: Isso é espírito democrático da escola Alberto João Jardim?

É ameaça ou intimidação?

Ao contrário de Alberto João Jardim, nunca fui salazarista e lutei contra o salazarismo.

Fui obrigado, por isso, a abandonar o distrito onde era professor, sob ameaça do director Manuel da Silva Mendes, um fascista que foi deputado da UN e presidente da Câmara de Portalegre.

Era um correligionário do Dr. Jardim. Apenas não bebia.

1:10 AM


Anonymous said...
...Não intimido ninguém...os Madeirenses somos é brandos demais, para o "tratamento" que tivemos ao longo das décadas pré-25 de Abril...

Eu pedi por favor...

Pois, acho que muitos falam de algo que poucos conhecem de verdade a realidade - A Madeira!

..Eu não me atrevo a falar ou a caricaturar alguém em Portalegre, sem conhecer PESSOALMENTE ( e não pelos jornais...) a localidade e a sua população...

Parece estar na moda "gozar" com a Madeira, como sse fosse uma "coutada" dos pretensos humoristas-guardas da democracia!...

1:20 AM


Anonymous said...
..errata..Nós Madeirenses somos brandos demais...

( quando defendemos algo que gostamos, não escrevemos tão rápido quanto o nosso espírito brota palavras...)

Nós Madeirenses não temos "complexos" de baixa auto-estima ...Basta acompanhar o programa " Prós e contras " na RTP.

Deprime...Até o Freud.

1:25 AM


Carlos Esperança said...
Caro leitor:

Houve tempo que me deslocava com regularidade à Madeira. Tenho amigos e familiares próximos na Madeira.

Mas o que tem isso a ver com um governante autoritário, insultuoso e desrespeitador da Constituição?

Os insultos do cavalheiro aos mais altos magistrados da nação são prova de demência ou caso de polícia.

O desrespeito às oposições é próprio de quem bebeu na escola fascista os rudimentos democráticos.

Devemos deixar o indivíduo à solta?

1:35 AM


Anonymous said...
..Essa do "Bokassa" é original do Jaime Gama...

Ao olhar para o "menino" Jaime Gama, de facto o bokassa não destoa...Mas não sei qual deles "resiste" aos "prazeres da carne"...Não só do canibalismo vive a "carne" a tormenta...

Vai bonita a " brincadeira "...

1:47 AM


Anonymous said...
..."sátrapa local"...

Por sinal, refere-se ao muito LOCAL ( Coimbra )... "Faustão"?

Não?

Ou então na próxima Vila Nova de Poiares um tal de Caldeira? ( o autarca a MAIS tempo no Poder...Aí tão próximo e voçê atravessa o atlântico para criticar o QUÊ?? )

anedótico...

A Propósito - O largo da Portagem já tem aspecto CIVILIZADO?

Os moradores da Avenida do Brasil e arredores já usam os sacos higiénicos para o " passeio higiénico" canino? ou ainda não?

O Grande Norton De Matos se soubesse que é " Bairro" assim...

"...Dizia o Sr RUI, queres ver que a put..sou EU?"



Não?

Afinal há mais? Humm

1:54 AM


Anonymous said...
De facto o sr Carlos Esperança, tem como o seu próprio nome indica , a " esperança " de um dia ( ainda está longe ) de Coimbra tornar-se algo mais que um "pardieiro" de estudantes...

E onde os residentes de Coimbra Cidade têm além de pretensa " sapiência " vão "vendê-la" nas Pertutti´s " da Cidadezinha...Que grande "Show OFF"!

No fundo deixar de ser uma " Região Marginal "...Leva algum tempo...

Tudo começou a uns milénios em Conimbriga! Têm que esperar..Peloa " Novos " romanos que qual Messias, vão-nos salvar!

O Cavaleiro do apocalipse ( o que vem de MULA )deve sair de Coimbra democrática e fascista! até sinto ainda o "cheiro" do môfo...

Ignorância sobre a índia ou outra qualquer terra distante! Mas, ignorar a realidade do seu próprio país??????????? ( sim a Madeira faz parte , lembra-se? Embora com a ignorância que grassa pelo continente, às tantas...)

2:06 AM


Carlos Esperança said...
Caro anónimo:

O autarca (presidente de Coimbra) é o dr. Encarnação.

Quanto ao de Poiares, há tanto tempo quanto o Dr. Jardim, chama-se Jaime Soares, ambos a rivalizar com o Fidel de Castro.

...«de Caldeira», só conheço o sacristão da Sé Nova, para levar o hissope ao padre.

Em Poiares não sei quem seja.

2:07 AM


Anonymous said...
"...Fui obrigado, por isso, a abandonar o distrito onde era professor, sob ameaça do director Manuel da Silva Mendes, um fascista que foi deputado da UN e presidente da Câmara de Portalegre..."

Fique a saber que o AJJ nunca foi deputado da UN! Na dita ala Liberal, estava sim o Sá Craneiro e entre outros o Açoriano Mota Amaral!

Alguma confusão de ilhas?
Ainda não conhece o PAIS inteiro???
Só pela TV , não é suficiente...

2:10 AM


e-pá! said...
A história da "marginalidade" e do "esquecimento" da Madeira é um ditoche estafado.
Como um outro - preferido pelo Jaime Ramos - que se refere ao "colonialismo" do Continente.
Neste campo, o que dizer -p. exº. -dos transmontanos?
Pior, quando se discutiu e se realizou o referendo sobre a regionalização , todos ficamos a conhecer a hipocrisia e a dualidade de critérios dos dirigentes regionais madeirenses.
E vimos como a Madeira votou.
Não somos tolos e conhecemos os argumentos para "sacar" proventos do orçamento do Estado.
Muito do que está lá (na Madeira)feito ou foi pago com o dinheiro dos portugueses ou foi conseguido em Bruxelas sob o nome de Portugal.
A sua pretensa divisão entre portugueses continentais e atlânticos, se fosse levada a sério, podia custar-lhe, isso sim, marginalização e esquecimento.
A Madeira está hoje como está (felizmente desenvolvida) devido ao 25 de Abril e à adesão de Portugal ao espaço democrático Europeu.
Logo, não vale a pena pôr-se em bicos de pés e selecionar quem pode ou deve passar pela Madeira, porque todos sabemos como no ditado popular que "sem laranjas não há circo".
PS - laranjas não tem nada a ver com o PSD.

E, VIVA O 25 DE ABRIL, SEMPRE!

2:14 AM


Anonymous said...
"...Os insultos do cavalheiro aos mais altos magistrados da nação são prova de demência ou caso de polícia..."

Fala do presidente Valentim Loureiro; Caldeira de VILA Nova De Poiares???

Ou do Narciso Miranda ( O " arrecuado" )?

Ou do " Bokassa da alta de Coimbra" o Faustão?
( era vê-lo em certa pastelaria, quase que tinham que tirar-lhe o chapéu!!! Mas não foi a tempo de salvar o amigo do " Conceição"...e esta hein? Nem do Pessa...)

2:15 AM


Anonymous said...
...Os trasmontanos NÂO TÊM BOCA?????

2:16 AM


Anonymous said...
...Caldeira dos bombeiros e Jaime soares de V N de Poiares...

2:17 AM


Anonymous said...
Ao " e-pá! "

Eu por ACASO SOU ESPANHOL????

Pago os meus impostos ONDE?
Os milho~es que entram pela indústria Hoteleira Madeirense vão para os Cofres da Tasmânia? Por acaso?

Estafada esta essa conversa que vivemos á custa dos "portugueses"!!!!DOS PORTUGUESES?????

Nós na MAdeira somo o QUÊ??? Espanhóis????

sinceramente...eis um exemplo dos " cérebros " de ideias feitas sobre a Madeira, pelos jornais e revistas!!!!

desenvlver uma PARCELA de Portugal É DESENVOLVER também PORTUGAL!! Ou Não?

sinceramente...

È com opiniões como a sua que os Madeirenses, sentem necessidade de votar no " palhaço", pois é o único que lhes faz ouvir as " respostas" que não podem dar a certos senhores tão grandes na sua sapiência que nem a " torre da cabra"...

sinceramente...

Tratam-nos como se fosse um "favor"...

" coitadinhos "

2:23 AM


Anonymous said...
Diz-nos o " É-pá":

"...Muito do que está lá (na Madeira)feito ou foi pago com o dinheiro dos portugueses ou foi conseguido em Bruxelas sob o nome de Portugal.
A sua pretensa divisão entre portugueses continentais e atlânticos, se fosse levada a sério, podia custar-lhe, isso sim, marginalização e esquecimento.
A Madeira está hoje como está (felizmente desenvolvida) devido ao 25 de Abril e à adesão de Portugal ao espaço democrático Europeu.
Logo, não vale a pena pôr-se em bicos de pés e selecionar quem pode ou deve passar pela Madeira, porque todos sabemos como no ditado popular que "sem laranjas não há circo".
PS - laranjas não tem nada a ver com o PSD..."


Sob o nome de Portugal?

hahahaahaha
então havia de ser em nome de espanha ou um qq outro país???

Eu não faço divisão entre continentais e "atlânticos"..." xenofobia regional" vejo-a do vosso lado...( E olhe que não é d ehoje! Já vivi em Coimbra e não só...)

Só de saber que era Madeirese ( já parecia um doente com LEPRA , prestes e gafo a ficar numa " gafanha" , como em Aveiro...), como ser Português da Madeira tivesse algo a menos ou a mais que outro cidadão qualquer...Mas aí é que surge a ignorância canina, os pressupostos vêm á tona que nem o mais refinado azeite...Ah! é da Madeira?...O AJJ já entregou o " cheque" deste mes...Ou algo assim!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

sinceramente!

se eu julgasse os conimbricenses da mesma forma que você "rotula" os madeirenses, como se fôssemos "clones"...

sinceramnete

2:34 AM


Anonymous said...
Carlos Esperança diz-nos:

"...É um acto de justiça lembrar o melhor Governo democrático de Portugal - o do primeiro mandato de António Guterres..."

Eu como não vou a reuniões de " certas " Quintas de Sintra...Nem fui casado pelo Padre ( ? ) Vítor Me(a)lícias...Que desprendido dos valores materias ( Misericórdia(s) )...

Exemplo "desse" - "melhor Governo democrático" - Foi o apoio aos Portugueses Emigrados na Venezuela, e que vitimas de catástrofe Natural...O " camarada " LELLO...Esqueceu-se...Pois!

O LELLO em visita aos Açores é que trataram-no abaixo de ...

Às tantas o que merecia ...

2:45 AM


Anonymous said...
Eh pessoal do MADEIRA, não ralhem com o Esperança... Ele até que é um tipo porreiro, ok, até aceito que ele pensa que tem sempre razão em tudo, mas... até é um velhote porreiro...
Por favor não o tratem assim, dêm-lhe um desconto que ele é um velhinho porra! Por vezes não sabe bem o que diz, pois a Esclerose já ataca, mas ... por favor tenham um pouco de compaixão por ele ok?

2:53 AM


Carlos Esperança said...
O Anónimo madeirense esquece que há um tal Jaime Ramos, um arruaceiro autóctone, que diz que não abdica da independência total para a Madeira.

De vendedor de sifões para retretes até chegar a ideólogo da independência conseguiu arranjar uma sólida fortuna.

Quanto à liberdade de expressão, isso é um detalhe a que os próceres madeirenses não dão grande importância.

2:54 AM


Carlos Esperança said...
O velhinho Esperança é da idade do Dr Jadim e com o fígado melhor conservado.

Sou mais novo do que o virtuoso D. Teodoro e não proibiria nunca espectáculos musicais.

A vocação censória é uma tendência dos donos do principal jornal da Madeira, Teodoro/Governo Regional.

E devo ao 25 de Abril o direito à livre expressão.

3:00 AM


Anonymous said...
"Carlos Esperança said...


O Anónimo madeirense esquece que há um tal Jaime Ramos, um arruaceiro autóctone, que diz que não abdica da independência total para a Madeira.

De vendedor de sifões para retretes até chegar a ideólogo da independência conseguiu arranjar uma sólida fortuna.

Quanto à liberdade de expressão, isso é um detalhe a que os próceres madeirenses não dão grande importância. "


O Jaime Ramos é UM Madeirense!!!!!!!!!!!!!!
somos cerca de 300 mil residentes e quase 2 milhões emigrados nascidos na região( não sabia? )

No entanto até EU, com declarações que vejo sobre a Madeira, começo a pensar que mais vale só e pobre que viver acompanhado e tratado como filho pródigo! O futuro dirá! ( rir-me-ia , se no futuro a madeira independente apresentasse melhores indices que PORTUGAL...)

Sr Carlos : Porque razão a Madeira foi considerada " REGIÂO EUROPEIA 2004 " ??????????

Em Bruxelas deviam estar todos malucos!!!!

Fortunas cada um faz a " sua" ...

O sr Carlos Esperança que pergunte a FORTUNA do Almeida Santos, do Mário Soares do Jorge Coelho ( este não é arruaceiro??? ) do "Grupo de MACAU" e seu amigo Stanley HO HO HO ( parece o Pai Natal do largo do rato...)...

3:03 AM


Anonymous said...
" Carlos Esperança said...

O velhinho Esperança é da idade do Dr Jadim e com o fígado melhor conservado.

Sou mais novo do que o virtuoso D. Teodoro e não proibiria nunca espectáculos musicais.

A vocação censória é uma tendência dos donos do principal jornal da Madeira, Teodoro/Governo Regional.

E devo ao 25 de Abril o direito à livre expressão. "

Escreva-lhes e diga-lhes directamente...

Não acha uma MISSIVA bem redigida algo mais eficaz, que colocar estas frases no "éter"??

Pois eu sou o mais novo de todos...Concebido no Marcelismo e nascido no PREC!

3:06 AM


Anonymous said...
...Sobre copos...

Sr Carlos Esperança:

Já meu avô dizia:

" ...Prefiro um Bêbado com visão que um " asceta" sem rumo e só com prosápia..."

Não me refiro ao Mota Amaral...Nem aos "meninos" da OPUS DEI....

3:08 AM


e-pá! said...
Deixemo-nos de prosápias.
Se alguém fez destrinça entre portugueses foi o anónimo das 1.04 AM que se auto-denominou "português atlântico"...
Ora isso quer dizer que há outros portugueses, por exemplo, "continentais". Agora pergunto eu: esses serão espanhóis?
Ou como gostam de dizer:"cubanos"?
Agora não me venha com os "milhões da indústria hoteleira" que, como sabe, não chegariam para "fazer sair a procissão do adro".De qualquer maneira, chegará o dia em que se fará contas. Depois vamos falar de "colonialismo", não do cultural ou económico, mas da colonização orçamental e do lugar da Madeira num quadro de solidariedade nacional. Aí também se verá que "os transmontanos têm boca", só que não alinharam numa chantagem que já enoja: Se não vieram mais uns € começamos a falar em independência, separatismo...etc.

Não me move qualquer atitude preconceituosa sobre a Madeira, nem alimento juízos de valor baseados em crónicas dos jornais.
Embora o Governo Regional os utilize com frequencia - as notas oficiosas na Madeira são endémicas.

Os meus conceitos baseam-se nos princípios da coesão e solidariedade nacional, coisa que nunca consegui ouvir da boca do governo da RAM ou dos dirigentes do PSD Mad..

O AJJ não tem de entregar cheques. Qualquer cidadão atento, vê uma constante pressão de saque orçamental à conta da dívida da Região (já sei que os madeirenses negam), que quando for necessário regularizar vai, então, saltar para a praça pública o princípio da solidariedade.

Finalmente, um pequeno acerto de memória.
"Fique a saber que o AJJ nunca foi deputado da UN!"
Andou muito perto. Pergunte aos madeirenses que conheceram o Dr. Agostinho Cardoso e a sua entourage política; lembre-se do seu alinhamento com o então bispo do Funchal D. Francisco Santana no jornal da diocese na chamada "tribuna livre".
etc...

Se houve alguém que, na ditadura, teve coragem de reclamar, perante Salazar autonomia para a Madeira, foi o Dr.João Abel de Freitas, em tempos muito difícieis - 1935!
A autonomia da RAM sob os auspícios do Dr. AJJ foi muito mais fácil.
O 25 DE ABRIL PROPORCIONOU-A!

PS - não sou "cubano". Para bom entendedor...

10:55 AM


Anonymous said...
e-pá! disse...

"...Deixemo-nos de prosápias.
Se alguém fez destrinça entre portugueses foi o anónimo das 1.04 AM que se auto-denominou "português atlântico"..."

Sinceramente...
Mas isso é fazer distrinça??? Quando voçê se considera continental...entenderia eu que voçê esta a fazer distrinça? Bem essa é de morrer a rir...Mania da perseguição?


Muito poderia dizer...Mas basta uma questão simples...

Porque razão o INVESTIMENTO PÚBLICO na Madeira ( parcela de Portugal )é apelidado de "dívida"???

A " Casa da música " no Porto, por exemplo, a "Ponte Vasco da Gama", a Via do Infante... São DÍVIDAS de quem??????
A estas voçê chama de investimento público " solidário"?????

É chover no molhado...

É por estas e por outras questões que só existem num imaginário
" tacanho " .



"...Se houve alguém que, na ditadura, teve coragem de reclamar, perante Salazar autonomia para a Madeira, foi o Dr.João Abel de Freitas, em tempos muito difícieis - 1935!"

Essa é outra!

Só mesmo quem não sabe da história do nosso país, e que pode dizer que na Madeira existe um " défice democrático "!!!

A Primeira e grande revolta contra o
" Botas" de Santa Comba Dão, realizou-se na MAdeira! ( apelidada dda " revolta da farinha "...

Você esquece-se que os Madeirenses como castigo tiveram que pagar um "imposto" imbecil instituído por Salazar!até ao 24 Abril 1974!

Voçê esquece que até o Marítimo para jogar na 1ªa divisão tinha que pagar " caução", e pagando as viagens,estadia ( etc ) para que às Equipas do continente vissem jogar na Ilha!!!!! ( isto parece anedota mas é verdade! ).

Dou-lhe um milhão de exemplos como
como fomos "tratados " abaixo de cão...Esse tempo já acabou! Garanto-lhe! Por muito que lhe custe...

11:15 AM


Anonymous said...
e-pá! disse...

"...Ou como gostam de dizer:"cubanos"?..."

Antes demais esa expressão é utilizada por uma minoria, e deriva da altura do PREC.

Caso não saiba, na génese esta o " salvador da pátri " OTELO SARAIVA(DA) de CARVALHO, que queria ccolocar a Madeira como " :::A Cuba da Europa..."

Se desconhece...

Não dê é a entender que todos os Madeirenses usam essa expressão...

11:19 AM


Anonymous said...
...É pá! :

Quando fala de separatismo e "fantasmas" de independência...Julgo que se esteja a referir aos amigos dos
Açores? Que ainda têm a F.L.A. ( Frente de Libertação dos Açores ) no activo. E fique a saber se isso algum dia ocorrer será primeiro nos " pacatos"
( aparentemente...)Açores.

Não tenha dúvida...

11:32 AM


e-pá! said...
Bem.
cito:
"Um parágrafo que acaba por, indirectamente, incitar à violência tendo em conta os acontecimentos dos anos 70 naquela localidade, por motivos políticos e religiosos. Muitos se recordam do recurso a armas, nomeadamente no tempo em que a Flama - Frente de Libertação da Madeira defendia a independência da Madeira."
in: DN, 13.04.2006.
Ponta do Sol (Lugar de Baixo) é Açores?

Outra:
"Só mesmo quem não sabe da história do nosso país, e que pode dizer que na Madeira existe um " défice democrático "!!!"
Não sei onde foi vasculhar isto!
Não referi isso, mas é um assunto interessante. Só - há mais - as recentes "histórias" da Assembleia Regional são um manancial de estudo para análise de comportamentos, ditos, democráticos.

Outra:
Dívidas ou investimentos ?
Não fui eu que vim - por mais de uma vez - a Lisboa para renegociar o serviço da dívida madeirense...

Finalmente:
"Ligar" as revoltas da Madeira (da farinha, do gen Sousa Dias, do leite, etc.) à actual situação é política virtual...

Portanto, neste momento, insisto:
VIVA A 25 DE ABRIL!

11:54 AM


Anonymous said...
ahahahahahaha...
o esperança está a levar um bailarico que só visto!
Ó Esperança, és da idade do João jardim???? Olha que não parece!
Dava-te pelo menos mais uns 10 anitos que ele!
é do figado, é do figado!!!!
Ah é verdade, o Esperança não bebe é católico... ahahahahahahaha
ahahahahahahahahaha
ahahahahahahahahahah
ahahahahahah

4:04 PM


Anonymous said...
e-pá! said...

"...acontecimentos dos anos 70..."

Correcto. Acções nos anos 70 ( 74-75 )e não actualmente!!

A FLA está ACTIVA actualmente, desde antes dos anos 70!
Esclarecido?


Se não sabe não fale.
--------------------------------
e-pá! said...

"...as recentes "histórias" da Assembleia Regional são um manancial de estudo para análise de comportamentos, ditos, democráticos..."

Refere-se decerto ás " Férias " pascais em "são Bento"..Ao deputado " Batman" sem multas, ou as viagens " fantasma", onde até os documentos desapareceram de São Bento! Tudo exemplos da melhor democracia...

Não me faça rir!

............................

Por falar em "virtual", não fui eu que disse:


"...Se houve alguém que, na ditadura, teve coragem de reclamar, perante Salazar autonomia para a Madeira, foi o Dr.João Abel de Freitas, em tempos muito difícieis - 1935!"

Pois não?

7:45 PM
Anónimo disse…
Anonimo das 07.45, diz:
"Correcto. Acções nos anos 70 ( 74-75 )e não actualmente!!

Parece que não falamos a mesma língua. Eu cito parcialmente um texto publicado e o caro apressaº
-se a tirar ilações. Quem citou a FLAMA não fui eu. Foi alguém que falou para o jornal e, como é óbvio referia-se aos tempos que correm.
Aliás, como parece muito a par dete fenomeno querá falar, por exemplo, sobre as actividades do dep. reg. Gabriel Drumond?
mas deixo-lhe no ar o seu remoque:
"Se não sabe não fale."

Quanto às barracas da AR
"Refere-se decerto ás " Férias " pascais em "são Bento"..Ao deputado " Batman" sem multas, ou as viagens " fantasma", onde até os documentos desapareceram de São Bento! Tudo exemplos da melhor democracia..."
Sim, condenáveis essas mas cenas da AR mas também as da Madeira protagonizadas pelo Jaime Ramos e anedotico precer sobre a sanidade mental poedido pelo AJJ. Em que cabeça uns erros justificam outros?
Ou vamos falar de tudo ao mesmo tempo?

"...Se houve alguém que, na ditadura, teve coragem de reclamar, perante Salazar autonomia para a Madeira, foi o Dr.João Abel de Freitas, em tempos muito difícieis - 1935!"

Lamento, mas é histórico. Pode até consultar o site do Gov. reg. onde esse facto vem, envergonhadamente, referido. Ao contrário do que possivelmente desejava não foi o AJJ. Por muito que lhe doa a ninguém será dada possibilidades de "reescrever" a história.

Mas concluindo e reafirmando:
Apesar dos malabarismos a MADEIRA DEVE A SUA AUTONOMIA AO 25 DE ABRIL.

VIVA O 25 DE ABRIL!
Anónimo disse…
e-pá! said...

Anonimo das 07.45, diz:
"Correcto. Acções nos anos 70 ( 74-75 )e não actualmente!!

Parece que não falamos a mesma língua. Eu cito parcialmente um texto publicado e o caro apressaº
-se a tirar ilações. Quem citou a FLAMA não fui eu. Foi alguém que falou para o jornal e, como é óbvio referia-se aos tempos que correm.
Aliás, como parece muito a par dete fenomeno querá falar, por exemplo, sobre as actividades do dep. reg. Gabriel Drumond?
mas deixo-lhe no ar o seu remoque:
"Se não sabe não fale."

Parece-me que você é que não entendeu...

Referia-me às acções da FLAMA ( anos 70 ( 74-75 ) quendo ACTIVA. As declarações sobre a FLAMA até podem ter ocorrido a uma hora atrás de hoje!!!! Isso não importa, estava ACTIVA a 30 anos atrás!! A FLA ( Nos açores ) esta activa ACTUALMENTE!!!

Se reler o que escrevi, entenderá ...

Se reler os seus próprios post´s, concluirá, que já anda baralhado no que diz...

Mas como sou um rapaz paciente...
Anónimo disse…
..:Eu incialmente falei da FLA, não da FLAMA...

voçê anda a baralhar tudo...
Anónimo disse…
Carissimos anónimos (parecem muitos):

O que eu quero dizer é que a FLAMA
continua activa, na Madeira, como se depreende da publicação do DN, de 13.04.2006. Mas mesmo que não estivesse activa tinha servido para ameaçar os ímpios que não "ouviram" o D. Teodoro.

O Post é sobre a Madeira.

Não vale a pena desviar o assunto para os Açores...como tenta fazer o anónimo das 11.32 AM, dizendo que fui eu que levantei a lebre!
A FLA é outra história...

Eu não baralho nada.
Estou desde o início a falar da Madeira.
Aliás quando se refere aqui qualquer assunto sobre a Madeira vai, sistematicamente, buscar outras coisas.
Neste caso para baralhar.
Falemos de alhos e, se for caso disso, de bogalhos.

Falemos da Madeira, sem medos e sem complexos.
Condenar a fantochada da "não-comemoração" do 25 de Abril na Madeira, não envergonha ninguém.
Até porque, contra ventos e marés, "alguns" comemoraram!

VIVA O 25 DE ABRIL!
Anónimo disse…
• MADEIRA
Jardim apoia decisão de não comemoração do 25 de Abril
O presidente do Governo Regional da Madeira está de acordo com a decisão de a Assembleia Legislativa da Madeira não comemorar o 25 de Abril. Num artigo de opinião, Alberto João Jardim atacou os que críticos desta medida chamando-lhes «ayatholas do 25 de Abril» e «hipócritas».

( 12:47 / 04 de Abril 06 )




O presidente do Governo Regional da Madeira apoia o facto de a Assembleia Legislativa da região ter decidido não comemorar o 25 de Abril, apesar de entender que a autonomia das regiões autónomas ser uma das «bem conseguidas consequências» da revolução.

Num artigo de opinião publicado no «Jornal da Madeira», Jardim afirma que a Assembleia Legislativa «decidiu, e bem, não proporcionar o espectáculo hipócrita que, em Lisboa, leva ao orgasmo parolo dos que evocam Abril, mas pouco ou nada fizeram para que a Revolução dos Cravos correspondesse às legítimas expectativas dos portugueses».

Alberto João Jardim chama mesmo de «ayatholas do 25 de Abril», «hipócritas» e «sacerdotes fundamentalistas do regime» aqueles que criticaram esta decisão da Assembleia Legislativa.

O presidente do Governo Regional foi ainda mais longe ao dizer que estes são «iguaizinhos aos tipos do regime do 28 de Maio».

«Evoca-se o 25 de Abril para logo a seguir o negar, recusando a liberdade regional de seguir o respectivo percurso político, recusando a liberdade de fazer ou não fazer sessão comemorativas hipócritas, recusando a própria liberdade fundamental de ter entendimento regional sobre a Constituição da República», acrescentou.

João Jardim diz mesmo que nestas «sessões comemorativas» onde se «misturam democratas e anti-democratas» fazem-se «proclamações em continuidade efectiva».

No artigo, o governante escreve também que o país «está afogado em problemas devido também às derivas que o 25 de Abril sofreu, desde a tentativa, logo a seguir, de instaurar uma ditadura comunista que trouxe os custos que ainda hoje pagamos, até à decadência corporativista e anti-democrática em que o regime definha».

in LUSA 25 ABR 2006
Anónimo disse…
Declarações de Carlos Azeredo ao DN-Madeira:

"General Carlos Azeredo diz-se um «homem livre» que não tem partidos. E porque provém da cavalaria dá exemplos de cavalaria: «Dou coices à direita e à esquerda. Sempre que uma coisa está torta eu refilo». Assim não se coibiu de criticar a situação política do país e a acção dos políticos que nos levam a «apertar o cinto e a barriga».



Da mesma liberdade usou para elogiar Jardim, quando questionado sobre o papel que teve no pós-revolução, apesar de estar numa iniciativa do PP.



Alberto João Jardim «é o único português que foi a todas as eleições e nunca perdeu nenhuma. Perdeu Sá Carneiro. Perdeu Mário soares. Quase todos os políticos ganharam e perderam eleições. Ele nunca perdeu. [A Madeira] É a a área do país que está mais desenvolvida e onde se notou mais o desenvolvimento foi aqui. Gastou-se dinheiro, mas vê-se. Lá [em Portugal continental] nem sempre se vê. [Jardim] É uma força da natureza, que às vezes diz coisas com que eu não concordo. Mas que é um bom governante e um bom político, não tenhamos dúvidas», afirmou Carlos Azeredo."
Anónimo disse…
Afinal, AJJ não foi só um estudante da democracia...
Neste momento, lendo a notícia da Lusa, travestiu-se de professor de política e "reserva moral" do 25 de Abril.
Ah! leão!

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?