Depois de Maomé...o Papa


A Conferencia Episcopal Alemã (CEA) pediu a intervenção dos organismos que controlam a televisão e a Comissão de Protecção da Juventude para analisarem o conteúdo de um anúncio da MTV (na imagem), por entender que caricatura o Papa.

Segundo o comunicado da CEA o anúncio do canal televisivo musical contém elementos que «ridicularizam a fé cristã» e vai recorrer para o Conselho Alemão de Publicidade.

Os mullahs indignaram-se contra as caricaturas de Maomé. Os bispos insurgem-se contra a caricatura do Papa. Enfim, a liberdade de expressão colide sempre com as idiossincrasias eclesiásticas.

Comentários

Mano 69 disse…
«Os mullahs indignaram-se contra as caricaturas de Maomé. Os bispos insurgem-se contra a caricatura do Papa. Enfim, a liberdade de expressão colide sempre com as idiossincrasias eclesiásticas.»

Só se esqueceu de dizer é que actualmente quem fizer caricaturas religiosas sobre Maomé habilita-se a nunca mais acordar... Digamos que a igreja católica agora é muito mais soft, fala, fala e ninguém liga.
Anónimo disse…
Mas o que isso custou, quantas vidas perdidas, quanta tortura, quantas guerras, caro mano 69!
Mano 69 disse…
Viver no passado ou com o passado é muito difícil e com isto não estou a dizer que se deve renegar o mesmo.
É o problemas das comparações negativas. Qual será a pior? E uma compromete a outra? E serão as duas, na sua essência, iguais?

Claro que para um ateu militante é tudo farinha do mesmo saco...
Anónimo disse…
Não tenha dúvida de que nunca vi algo mais parecido com o cristianismo da inquisição e das cruzadas do que o islão actual.

Infelizmente o actual pontificado vai no caminho islâmico a reboque da SSPX do defunto arcebispo Lefèbvre, com dois bispos abertamente fascistas e anti-semitas.

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime