Quem é Armando Vara?

Quem é Armando Vara?
Tanto batem no homem que até já tenho compaixão - esse magno sentimento cristão - dele.
Qual o problema deste cidadão?
Ter sido funcionário de balcão no Banco?
Ser militante do PS?
Ex-Ministro?
Ser de Trás-os-Montes e não ser filho de Ministro ou de gente ilustre de Cascais?
Foi objecto de alguma condenação em Tribunal?
Será um caso flagrante de incompetência no ramo bancário?

Gostava de ter mais informações sobre este personagem...
Será que o fascismo social ainda está entranhado em muitos portugueses?
Ou será a inveja?

Comentários

e-pá! disse…
I BEG YOUR PARDON!

No seguimento de todas as interrogações que levanta - e que levantarão milhões de portugueses - falta, pelo menos, uma.
Que razão haverá para que o Zé, ou a Maria, do Balcão do Calhabé, nunca tenham hipóteses de chegar à Administração da CGD e, em contrapartida, Vara conseguiu isso com uma "perna às costas"?

E, agora, "transformou-se" um quadro insispensável no meio bancário português.
Foi "propagada" a ideia de que o BCP não funcionaria sem ele.
A CGD parece que, também, não. Vai para o BCP mas, na CGD, pediu licença sem vencimento.

Só uma dúvida ainda persiste. Irá acumular 2, ou mais, reformas?

Na Europa, em França, há muitos anos, existiam Maria Antonietas que se pavoneavam por entre um povo faminto.
Em Portugal, somos mais "lumpen".
Temos "self made men", tipo: Armando Vara.
Self? Oh! I beg your pardon...
CA disse…
André

Admitamos que à administração da CGD ou do BCP só chegam os melhores entre os mais competentes.

Armando Vara não teve nem formação nem experiência para ser dos melhores em administração bancária.

Em contrapartida teve a carreira e o tempo para ser dos melhores em contactos políticos e proximidade ao topo do PS. Logo, para se conseguir administrar um banco hoje em Portugal é preciso estar muito bem ligado aos dirigentes de topo do PS.

É isso que a imprescindibilidade de Vara no BCP mostra e é isso que é imoral.
Anónimo disse…
Eu voto na inveja!
Anónimo disse…
O que está entranhado em muitos portugueses é o tachismo.
O que está entranhado em muitos «bloguers» é o cinismo.
Anónimo disse…
Vamos lá entender, o homem era funcionário da CGD, um vulgar funcionário, deu-se bem na política e com ela conseguiu trepar. Trepou, trepou e chegou lá, para arranjar competências "licenciou-se" na Internacional. Com a sabedoria toda, tudo ficou mais fácil, até passou de bancário a banqueiro...

O "culpado" desta história, é um partido político...o Partido Xoxalista.
Anónimo disse…
Fundação para a Segurança Rodoviária.

Does it ring a bell?
Anónimo disse…
Se fosse de direita não havia problema.
Tinha subido a pulso, um self made man, com mérito na luta pela recompensa dos melhoress e mais aptos.
O mercado a funcionar, portanto.

Como é de esquerda, é um arrivista, um tachista, um boy.

Porque o mérito é muito caro aos de direita, quando são os de direita a subir na vida.

Quanto aos invejosos, de esquerda ou direita, só porque o homem subiu na vida e não nasceu em berço de ouro, já aconselho um psiquiatra, porque aqui já há complexo de classe.

Quanto aos liberais da treta com a sua conversa do mériot, mas "só para os nossos", digo: arranjem uma vida.
e-pá! disse…
Estávamos a falar de Armando Vara.

Mas, calma, há um(a) equivalente na Direita: Celeste Cardona.
Neste momento, em mau momento (passe a redundância) ...político.

Misturar favorecimento pessoal, "amiguismo", abono de benesses, sem outros méritos visíveis alem da conotação partidária com inveja, é o mesmo que chamar a um guarda-chuva a feira de Espinho.

O que catalogamos, em Portugal, como inveja, tem outras designações em Países desenvolvidos, civilizados e modernos.
Não tem?
Anónimo disse…
«Quanto aos liberais da treta com a sua conversa do mériot»

Está a falar do sócretino, não está?

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime