Consolidação verbal?

O ministro da Economia [Vieira da Silva] pediu esta sexta-feira «contenção verbal» para resolver os problemas económicos do país.
Em resposta às declarações do social-democrata Nogueira Leite, que afirmou que o aumento dos impostos seria uma falta de respeito pelos portugueses, Vieira da Silva apelou ao bom senso.
«Neste momento, o que precisamos é de bom senso, talvez também alguma contenção e consolidação verbal, e não só orçamental. Trabalharmos para resolver os problemas e não para os agravar», adiantou o ministro, citado pela Lusa, à margem da conferência internacional «Moldes Portugal 2010», que decorreu na Marinha Grande. link

Muito bem.
É um dado adquirido [por enquanto!] que quer os partidos quer os cidadãos têm todo o direito de discutir os problemas económicos do País, com liberdade, responsabilidade e participação. Publicamente.
A livre expressão [mesmo que desabrida, deslocada ou inoportuna] nunca prejudicou a democracia, nem o desenvolvimento económico, situações que vivem bem sem guardiões da decência ou de boas maneiras.
Embora não partilhe das declarações do social-democrata Nogueira Leite devo alertar que se houvesse necessidade de exemplificar o que são “altercações democráticas” o melhor seria o Sr. Ministro Vieira da Silva olhar atentamente para o clima [denso e tenso] ontem vivido na AR, durante o debate sobre a execução orçamental de 2010.

Já agora o que se entende por “consolidação verbal”?
Será o nefasto “politicamente correcto”?

Na verdade, os problemas económicos – que são reais e complexos - não devem causar tanto nervosismo a um político respeitável e experimentado e nunca justificarão qualquer condicionamento [ou balizamento] à liberdade de expressão...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?