Direitos humanos segundo Maomé

TEERÃO (Reuters) – Países estrangeiros não devem interferir no sistema legal do Irão e devem parar de tentar converter o caso de uma mulher condenada à morte por apedrejamento por ter cometido adultério em problema de direitos humanos, disse Teerão na terça-feira.

Continua….

Comentários

Luantes disse…
Só em países como o Irão é que pode acontecer uma barbaridade deste género
Se apanhassem lá os pedófilos da casa Pia se calhar tiramvam lhes o chapéu
É evidente que se trata de um problema de direitos humanos, que o Irão viola de forma bárbara e grosseira, violando assim também o próprio direito internacional, a começar pela Carta das Nações Unidas, que impõe aos Estados o respeito desses direitos.
O princípio da não ingerência nos assuntos internos de cada Estado tem limites, o principal dos quais é justamente a violação dos direitos humanos pelo Estado em causa.
A comunidade internacional tem pois o direito - e o dever - de interferir nos sistemas legais de Estados que violem os direitos humanos. Pena é que não o faça mais vezes!
Anónimo disse…
"o Irão viola de forma bárbara e grosseira, violando assim também o próprio direito internacional, "

Os EUA, Israel, A.Saudita, Marrocos e Pakistão fazem pior... e ninguém arma escandalo...

O Iran está sendo feito de bode expiatorio.
a mulher foi condenada morte por maridicidio!
Stefano:

Ninguém aqui defendeu os EUA, Israel, A.Saudita, Marrocos e Pakistão.

Mas há-de reconhecer-nos o direito de condenar a demência islâmica do Irão.
Anónimo disse…
da mesma forma ke condeno a demencia judeosionista de israel e a demencia protestanteliberal dos EUA....

Se o iran é demente por condenar essa mulher... imagina ela... ke é maridicida
Stefano:

Também condeno essas demências. Espero que saiba condenar também o anti-semitismo e o Leninismo Estalinista.
Anónimo disse…
condeno o antisemitismo...
http://www.jewsagainstzionism.com/antisemitism/nazisupport.cfm
http://jewssansfrontieres.blogspot.com/2007/05/zionazi-medal.html
http://josemauronunes.wordpress.com/2007/10/11/neo-nazis-in-israel-are-you-kidding-man/
Stefano:

Quanto ao estalinismo há muito que as suas provas de amor são irrefutáveis.
Anónimo disse…
nunca me disse stalinista. Mas sou grato a URSS por abater o III Reich

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime