Momento de poesia

Chagal

Dissertação sobre a terceira margem…



Quero traduzir-te na minha língua
para que as palavras sejam iguais
na textura dos afectos
e não haja confusão
dos sentidos
quando os meus dedos falarem com
o teu corpo
já inventaste a terceira margem
do rio que tenho de atravessar
para que eu chegue um dia
talvez ao amanhecer
que é quando tu
precisas mais.

Alexandre de Castro

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime