Sam Harris - Por Que Não Critico Israel (LEGENDADO)

Comentários

Domingos disse…
O discurso absurdo e 'americanizado' desta 'voz off legendada', mais não parece do que pura retórica, bem definida no seu: 'ponto e contra-ponto'.
Eu critico Israel.
Mas quem sou eu, para além de um 'pobre ateu'...

Domingos
«Devem ouvir-se igualmente ambas as partes»

(Demóstenes)
e-pá! disse…
Não inteligível, nem aceitável uma permanente e insidiosa confusão entre palestinos e judeus perturbada (submersa) por uma outra entre muçulmanos e israelitas.
Ou colocamos de um lado palestinos e israelitas e as razões políticas e históricas tornam-se inteligíveis ou ficamos circunscritos ao contexto da 'luta' (religiosa) entre judeus e muçulmanos e as coisas são mais complexas, absurdas e nebulosas (porque entram no raivoso domínio das crenças). Este último contexto merece, em meu entender, profundas críticas, necessariamente, bilaterais.
Nem o governo de Israel pode considerar-se expurgado da nefasta influência de fundamentalistas de trancinha nem o Hezbollah ('partido de deus') é uma milícia humanitária. Aliás, nos dois lados da trincheira o que existe fisicamente de comum são longas barbas.
Hoje, no terreno (o epicentro será Gaza, como amanhã poderá ser Jerusalém...) está tudo baralhado.
Criticar uns sem olhar para o que outros estão a fazer ao lado ( e uns e outros podem [devem] ser observados em alternância) não esclarece literalmente nada, nem ninguém.
João Lima disse…
Sam Harris é sionista devoto. Normal que não critique os camaradas dele.
Já que fala tanto de terrorismo... pq não fala dos atentados cometidos pelo Irgun, Haganah, Gang Stern (embriões do IDF) contra britânicos e palestino na época da British Palestine?? (inclusive o famoso atentado no King David Hotel em 1946). ou então do massacre sionista contra palestinos em Deir Yassin (Oradour sur Glane palestina!) .. ou do assassinato do Conde Bernadotte em 1948?? ou do Lavon Affair ou do USS Liberty ?? ou do envolvimento do Mossad no atentado contra a AMIA e no 11 9 nos EUA??
Finalmente encontro ma analise clara objectiva e tão isenta quanto possível. Concordo a 99% com o ponto de vista e análise deste Sam Harris: Os factos relatados são indesmentíveis, as hipóteses interpretativas estão bem colocadas e as respostas são as que todos já sabemos. E estou 100% de acordo quando diz " vivemos todos em Israel" : É exactamente isso que eu vejo, exactamente isso. Mas é claro que entre a gente civilizada do Ocidente há sempre uns "idiotas uteis" para quem tudo quanto seja antiamericano é bom, mesmo que envolva uns delírios tipo "participação no 11/9"
João Lima disse…
"idiota útil" "antiamerican" (wow..gostei do clichê macartista)...
fique sabendo que israel cometeu atentados contra os próprios amiguinhos anglosaxons...
(King David Hotel; Lavon Affair; USS Liberty etc.)
e mais.. tenho peno do "American People"... vem sendo roubado por este regime lacaio do sionismo (White House)

Mensagens populares deste blogue

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

Nigéria – O Islão é pacífico…

Macron e a ‘primeira-dama': uma ‘majestática’ deriva …