Catalunha aprova o novo estatuto

Decididamente, os referendos não entusiasmam a mobilização eleitoral. Os eleitores que não foram às urnas provaram isso mesmo.

Mas quando o eleitorado que se dispõe a votar sufraga com cerca de 74% uma opção e os que se opõem se ficam pelos 20%, é clara a vitória do novo Estatuto de Autonomia, tão clara quanto a derrota dos seus oponentes.

O futuro dirá se a solução encontrada é a mais adequada para a paz e desenvolvimento da Catalunha, que assume um carácter pioneiro na reforma administrativa e política em curso no país vizinho.

Para já não é só o PP que sai derrotado, é o franquismo que morre e uma certa Espanha que desaparece definitivamente.

Comentários

Anónimo disse…
Mariano Rajoy o líder do Partido Popular (PP) grande derrotado no referendo sobre o estatuto da Catalunha apelou ao primeiro-ministro espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, para que «paralise a operação de liquidação da Espanha constitucional».
Rajoy, para além de uma enviesada posição democrática (3 de cada 4 cidadãos catalãs votaram sim), finalmente diz o que teme: o fim da Espanha constitucional. Isto é, o fim da Espanha franquista.
O reconhecimento popular da nação catalã é extremamente importante para Zapatero. Permite ultrapassar querelas regionais que lançaram o Estado espanhol em terríveis e sangrentos conflitos. Em minha opinião foi a abertura do actual 1º. ministro espanhol à questão catalã que, em última análise, condicionou o cessar fogo permanente da ETA.
Em relação ao País Basco, Rajoy "cortou relações" com o executivo liderado por Zapatero que, acreditando na proposta da ETA, vai iniciar uma ronda de negociações no País Basco. Mariano Rajoy teme, com clarividência, o novo desaire que se aproxima tentando deseperadamente boicotar as negociações. É a segunda vez que a ETA lhe estraga o seu percurso político.

O novo estatuto autonómico da Catalunha vai trazer (ainda) mais dinamismo à Espanha. É um exemplo de descentralização, de preservação da identidade (lingua) e da cultura catalã. Vai influenciar toda a Espanha.

E, transporta no seu ventre, outra coisa que é mais importante: a PAZ!
Anónimo disse…
best regards, nice info » » »

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime