A lei da paridade

Antes de conhecidas as alterações que o PS possa introduzir no projecto, cuja discussão está agendada para o próximo dia 5 de Julho, os partidos políticos procuram antecipar cenários e influenciar a decisão final. É um direito e um dever do confronto político.

Mas...

O conselheiro de Estado Marcelo Rebelo de Sousa advertiu, como analista político, que «o PS sujeita-se a novo veto, quer político quer jurídico», segundo pensa, como jurista, o militante e antigo presidente do PSD.

Resta saber o que pensará o analista, como militante do PSD, e o que dirá o jurista ao Presidente da República quando chamado a pronunciar-se como conselheiro de Estado.

Comentários

De uma vez por todas este Senhor deve ter decoro e não contribuir para sermos sul-americanizados de forma contínua.

Fique militante de base do PSD, candidato a líder do PSD, comentador político e fazedor de opinião, conselheiro de Estado, publicitário de livros que não lê ou Jurista à Ordem do Senhor Presidente da República.

Mas só uma coisa de cada vez ou mude um semáforo para sabermos em que qualidade fala. Mas são necessárias cores a mais !
Anónimo disse…
Há alguns dias este mesmo senhor - um prolixo & verborreico palrador -criticava a sua "compagnon de route" Manuela Ferreira Leite por manifestar opinião sobre o encerramento das maternidades.

Penso que a RTP 1, para só falar de um púlpito, faria um inestimável serviço público se a seguir (de imediato) à sua prédica dominical abrisse um debate político (diversificado) para os desmentidos dos seus inconsistentes "cenários".
Idem, para o "papagaio" de 2ª. feira.
Os políticos não devem ser simultaneamente actores e comentadores dos factos (políticos).
É a promiscuidade portuguesa...
Anónimo disse…
Enjoyed a lot!
» » »

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime