A DEPENDÊNCIA

Factura do petróleo cresceu 541 milhões de euros até Maio 12.08.2005 - 08h16 Lurdes Ferreira

A importação de petróleo pela economia portuguesa, nos primeiros cinco meses do ano, terá custado efectivamente mais 541 milhões de euros do que em igual período do ano passado, devido à escalada de preços nos mercados internacionais. Se o ritmo se mantiver, o país prepara-se para suportar este ano um sobrecusto próximo dos 1340 milhões de euros só na compra de petróleo, sem contar que o agravamento de preços do gás natural e do carvão irá também inflacionar a factura energética dos portugueses em 2005.-“In Publico”

Esta é a nossa grande dependência, pela diversificação das fontes de energia passa o futuro da economia Portuguesa.
Este é o grande desafio político que o país vai enfrentar durante a próxima década, o investimento previsto por este Governo em termos de energia eólica é um passo no caminho certo.

Comentários

Hoje, o barril do petróleo bateu um novo máximo .
Carlos Felício disse…
A diversificação é imprescindivel.

É um grande negócio a energia eólica, porque é que são necessários concursos, alvarás, etc? Porque não libertar efectivamente o mercado? É para proteger a GALP e EDP?

Assim é que o mercado da energia se tornava concorrencial.

O Estado tinha de assegurar, mediante contrato de avença, a injecção de energia na rede a todos os produtores.

Vejam o caso das pocilgas, aviários, etc.

Negócios que continuam a ser só para alguns.

A vontade política não é livre.

Mensagens populares deste blogue

Goldman Sachs, política e terrorismo financeiro

Miranda do Corvo, 11 de setembro

Maria Luís e a falta de vergonha desta direita