Manifestação nazi em Lisboa

Ontem, uma multidão de cerca de 50 manifestantes pretendeu homenagear Rudolf Hess – um dos mais próximos colaboradores de Hitler.

O grupo neo-nazi da Frente Nacional , conhecido por «cabeças rapadas», procedeu a uma manifestação não autorizada. A existência do bando é, em si mesmo, uma violação da Constituição e um ultraje à democracia.

Conhecidos pelo ódio aos imigrantes, os díscolos de extrema-direita, quando dispersos pela polícia, gritavam que «deviam prender os pretos que fazem arrastões».

Hoje são um pequeno grupo, amanhã podem tornar-se uma praga. Não pode haver contemplações para quem professa a ideologia nazi, cultivando o racismo e a xenofobia.

Comentários

Partilho contigo o teu desprezo à xenofobia e aos ideais de extrema direita e concordo que são uma ameaça às liberdades democráticas e à igualdade de direitos. Porém ao proibirmos tais manifestações estariamos apenas a incentivá-las, a dar mais força às suas ideias, a gerar mais ódio. Os fanáticos de extrema-direita passariam a ser vistos como vitimas de repressão e não como ameaça à democracia. Além disso a democracia prevê a liberdade de expressão.
Independentemente da legitimidade de haver organizações nazis, há o facto de não terem pedido a respectiva autorização que pedem os partidos e organizações sindicais.

Afronar a lei e fazerem apelos de morte aos estrangeiros são crimes que estão sob a alçada do Código Penal.

Mas na generalidade dou-te razão.
Anónimo disse…
São anti-democráticos e uma ameaça à liberdade, não sei se têm esse direito(manifestar) mas se têm não deveriam ter, na minha opinião!

Não me admira q muitos dos fogos sejam postos por eles para o caos ser bastante grande e eles poderem EMERGIR (aproveitando o descontentamento de alguns).

São uma ameaça e só o facto de ter visto as cenas na TV me deu uma revolta imensa por tudo aquilo q eles significam!

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido