A demagogia é um acto de desespero

Este domingo à noite, em Gaia, um homem ligado à segurança da noite no Porto foi morto, com vários tiros, à porta de casa. A distrital do Porto do PSD responsabiliza o Governo por mais uma morte, no norte do país ligada ao negócio da noite.

Comentário: Quando o PSD foi Governo algum partido da oposição o responsabilizou pelos crimes violentos? Pelos assassínios,v.g., do bando «Os Cavacos» que se defendiam da polícia a tiro? O populismo de Santana, Meneses & outros malteses é perigoso.

Comentários

e-pá! disse…
Os números de actos violentos em termos estatísticos, no territorio nacional, e comparativos, em relação ao espaço europeu, não são preocupantes.

Mas, paira no ar, aqui em Portugal (País de brandos costumes) uma mudança qualitativa.
Apareceu à luz do dia uma violência mais sofisticada, mais selectiva. Esta mutação faz o País suspeitar da existência de redes, de organizações, na área do crime.
E isto é grave.

Não sei o que se passa, de concreto, na vida nocturna, nas casas de diversão, de alterne, clubes, bordeis, etc.
Mas, como qualquer português, já compreendi que as empresas de segurança desses espaços, de algum modo, estão envolvidas nos últimos actos de extrema violência (assassinatos) dos últimos tempos.
Não quero saber de pormenores comezinhos, mas acho que a PJ tem pistas suficientes para investigar.
Que a PSP e a GNR têm informações suficientes para imporem no terreno medidas preventivas.

É necessário sossegar as populações de que, em Portugal, não se estão a desenvolver, sob as nossas barbas, máfias do crime organizado.
A "bomba-lapa" de Lisboa - pela tecnologia usada - terá sido o necessário alerta para deixar claro que não se pode adiar as investigações.
Não podemos esperar por mais, nem por pior.

Quanto ao aproveitamento político da violência, ou melhor da insegurança que ela gera, ele é uma arma de 2 gumes. O povo está farto de denúncias, precisa de resultados. É urgente alcançá-los.
Demascara-se a demagogia e eleva-se os níveis de segurança.
O Estado cumpre o seu dever e os portugueses ficam mais seguros.
ana disse…
Que oposição mais manhosa...Todos os dias descem um degrau. Neste momento sintetizam e representam o pior do nosso povo.É preciso é fazer barulho, tratar tudo pela rama, não pensar nem ir ao fundo dos assuntos, alimentar a estupidez. São os pimba da política.
Anónimo disse…
A insegurança aumenta, os pobres estão cada vez mais pobres e a oposição é manhosa...é preciso ter lata, desmentir o evidente.

Claro, que a situação do povo é difícil, muita gente vive de expedientes, quando não tem coragem de emigrar. Depois vem a confusão, cada vez mais violenta, fruto da mistura explosiva de gente que aqui chegou, brasileiros, cabo verdianos, ucranianos...

Sócrates e o governo PS, deviam resolver estes problemas, não resolvem e ainda por cima são demagogos...tenho pena do meu país.
Anónimo disse…
Então mas o ministro agora não veio falar sobre o assunto?
Afinal o problema é importante e sério, ou não?
Fez muito bem a oposição em falar, como se vê...

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime