Justiça? Depois de tanto tempo?

O colectivo de juízes presidido por João Felgar absolveu esta segunda-feira do crime de fraude e plano criminoso todos os 36 arguidos do caso UGT, que eram acusados desviar verbas do Fundo Social Europeu (FSE) na formação profissional prestada pela central sindical UGT.

Comentários

Anónimo disse…
A absolvição formal não repara os danos morais consolidados por anos de julgamento na praça pública, nos media e "sentenças" exaradas por entendidos instantâneos.
Não fosse Portugal um país de "especialistas" em tudo e mais alguma coisa.
Ao virar da esquina, ou na mesa do café, está sempre um médico, um juíz, um arquitecto, um treinador de futebol, um engenheiro ou um polícia, todos concentrados na mesma pessoa...
Anónimo disse…
Então e o dinheiro, que na altura se provou que foi desviado? Para onde foi?
Anónimo disse…
A justiça, neste país, é assim, tardou e não se fez, miserável.

Na época, o dinheiro dos Fundos Europeus, para formação, desapareceu, sem quaisquer efeitos benéficos para o nosso povo.

Resultado desta tramóia, uns quantos orientaram-se, coitaditos...alguns, muitos da UGT, outros não levaram formação e receberam 1.500$00 em vez de 4.500$00. Grande central sindical, a UGT.

Portugal contínua a marcar passo, os ladrões são muitos...
e-pá! disse…
Este julgamento demorou tanto que já ninguém se lembra do que tratava, do que estava em questão. Temos uma vaga ideia prosmiscuidade que envolveu formadores e formandos nessa "formação" profissional subsidiada pela Europa que, disso estamos seguros, não trouxe resultados ao nosso País. Essa, pode ser a remota justificação, pela negativa, da actual jóia da coroa de Sócrates - "Novas Oportunidades".
Porque que, de facto, a 1ª oportunidade desperdiçamos... As "novas" vamos ver!

Aliás, deixando as peripécias dos dinheiros da CEE de lado, só me ocorre lançar um desafio (um pouco adivinhatório):

- Quem tramou Torres Couto?
ana disse…
E ninguém tem de devolver nada? O que se pode esperar de um País onde quase todos os corruptos se safam? Assim até vale a pena fazê-la bem grande, de qualquer maneira não tem consequências.
Anónimo disse…
Nos tempos das maioriaa absolutas do PSD a cornucópia dos dinheiros da Europa foi um regabofe para os vigaristas, sobretudo os apaniguados daquele partido. E isso era feito consciente e deliberadamente. Disse-me na altura um destacado dirigente desse partido: o que interessa é que o dinheiro entre, mesmo que seja para as mãos dos vigaristas. Perante o meu protesto, ele perguntou-me: olha lá, tu pediste algum subsídio? Eu não, respondi. E ele retorquiu: Pois não,estás a ver: os vigaristas é que pedem!

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?