Quem sabe faz...

...quem não sabe ensina.



Liderando uma delegação do CDS, Paulo Portas vai hoje ao Palácio de Belém encontrar-se com o PR para lhe apresentar iniciativas legislativas para o aumento da natalidade.

Comentários

Anónimo disse…
Isto dos celibatários mandarem bitaites sobre natalidade, família e mais não sei o quê, tem muito que se lhe diga.
Eu, que nada percebo de mecânica, não dou opiniões sobre bielas e cilindros...
Anónimo disse…
Pois, o anónimo anterior tem razão mas, acha que alguém de bom senso, vai ter filhos por causa do subsídio criado pelo Sócrates ?

Talvez os ciganos concordem com o subsídio...

A natalidade passará seguramente, por mais emprego, por mais segurança no mesmo e por melhores salários. Infelizmente, nada disto existe em Portugal, logo, filhos nem pensar.
pré-socrático disse…
Ainda bem que existe o sócretino, que sabe o que se deve fazer para aumentar a natalidade: dá subsídios ridículos, mas em compensação carrega os portugueses de impostos e promove o emprego precário, ao mesmo tempo que vê as taxas de desemprego subirem!
Anónimo disse…
Pré-Socrático: vai tratar-te, meu.
Tás completamente marado da tola.
Vai mas é dar cabeçadas na parede, que nem inteligência tens para ir ao psiquiatra.
Fónix!
e-pá! disse…
A culpa não é só de Paulo Portas.
Lembram-se do apelativa pergunta do PR, se não estou em erro, na Guarda:
- (cito de memória) o que se pode fazer para que nasçam mais crianças?

Portas tomou o apelo à letra e vai conversar com Cavaco. Apesar de se ter conluiado com o CDS, e enrolado na bandeira de protector dos contribuintes (que são os mexilhões da fita), não consegue fazer aumentar a prole ...nem sequer na JC.

Poderá haver um problema não detectado. A Direita usa e abusa da segurança (como arma de arremesso político).
Será que, neste campo, da procriação, só faz sexo seguro. É que sendo assim, não dá!
Que fazer?
Siga a sugestão da saudosa Natália Correia: terá de haver "truca-truca".
Não é?
Anónimo disse…
É só quem não é inteligente escreve o título que escreveu.
ana disse…
Este problema é já antigo. Mas nem o agora PR nem Paulo P. tomaram medidas quando poderiam tê-lo feito. Por que razão PP e Bagão, o Tresloucado, não se lembraram disso quando eram Governo? Ou será porque agora é "in" ter muitos filhos e o CDS/PP quer dar uma ajuda os amigalhaços, reduzindo-lhes a carga fiscal?
Anónimo disse…
O título até está bem achado: é um ditado muito antigo.
Vítor Ramalho disse…
Não vejo mal nenhum em o Portas por o problema.
Será que só quem se droga pode falar sobre o assunto?
Será que um médico que nunca teve filhos não pode falar sobre natalidade?
No entanto não tenho dúvidas que é mais um show off do Portas.
Num país a beira da miséria, onde o salário médio é igual ou inferior ao salário mínimo da esmagadora maioria dos países europeus.
Num país onde temos de ter tempo para guardar os nossos filhos porque o sistema não faz.
Num país onde se seguiu a cultura da morte e não a da vida.
Num país onde a educação é má e cara onde a saúde cada vez mais é só para alguns.
Ter filhos começa é sem duvida uma aventura bastante perigosa e difícil.
Carlos Esperança disse…
Anónimo Qua Dez 19, 10:12:00 PM:

«Quem sabe faz, quem não sabe ensina» foi uma frase que ficou célebre do «Maio de 68».

Foi muito divulgada na época e, sendo eu professor nessa altura, várias vezes a citei.
RJ disse…
Desconhecia a origem da frase, embora já conhecesse uma versão parecida de um filme: "Annie Hall" de Woody Allen (um dos meus favoritos). Na introdução do filme Woody aparece num monólogo e atira:

"I remember the staff at our public school. You know, we had a saying, uh, that those who can't do teach, and those who can't teach, teach gym. And, uh, those who couldn't do anything, I think, were assigned to our school."

http://www.imdb.com/title/tt0075686/quotes
pré-socrático disse…
O cinismo e a falta de espírito democrático do Esperança não deixam de surpreender!
Ele afirmou que os meus comentários seriam todos eliminados (isto foi a sua forma invertida de passar dos actos às palavras).
Só que agora o que se verifica é que não os eliminou a todos: deixou ficar aqueles que respondem ao seu cãozinho de guarda ou a que este reage (e que pode, por isso, ladrar à vontade que as suas intervenções nunca serão consideradas insultuosas nem despropositadas).
A esquizofrenia do Esperança dá, portanto, sinais de que se está a agravar.
Lucio D. disse…
É pá... ó pré-menstrual ou lá como te chamas: TEM DÓ!!
Larga a treta. Cresce ... mesmo que seja para os lados.
Anónimo disse…
Lá que o Esperança ensinasse porque não sabia fazer não quer dizer que se insulte gratuitamente todos os que actualmente ensinam.
Aliás as frases do Maio de 68 são frases de choque e que tentavam ser surreais, só num país atrasado como Portugal é que a frase continua a ser um chavão.

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975