Madura Estação - Livro de poesia


A Madura Estação

Não se imagina facilmente que um sólido historiador e docente universitário que chegou ao cume da carreira, com obra meritória e enorme quantidade de ex-alunos, licenciados, mestres e doutorados, ouse os caminhos da poesia e entregue numa editora… versos.

E daí a surpresa do amigo e a curiosidade do leitor. Foi um regalo a leitura dos poemas onde se misturam a inquietação do Homem, a erudição do académico e a sempiterna sedução do feminino, com a magia das palavras na forma enjeitada durante a vida académica, de investigador e docente.

Como não podia deixar de ser, é farta a erudição que embrulha os versos e forte a referência aos clássicos por quem os leu e não os esquece.

Esperemos que Amadeu Carvalho Homem, honrado republicano e democrata, faça de «Madura Estação», o mero apeadeiro de uma viagem pelos caminhos da poesia, com novos frutos que deleitem os leitores.

Na prosa estamos conversados. E essa continuará, inevitávelmente.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975