Viva a República

Viva o 5 de Outubro

Fez mais pela liberdade o povo, num só dia, do que a família de Bragança em dois séculos e meio.

Comentários

Anónimo disse…
Apartir de 1820 a "família de Bragança" deixou de poder fazer grande coisa.

Quem passou a ser responsável pelo país foram os primeiros-ministros e a classe política.

Diogo.
Braveman disse…
HAHAHAHAHA. O texto deste post é engraçado. Acho que o sr. Carlos esperança tem de rever a sua história de portugal. LOL

Viva aos 96 anos de bananas
andrepereira disse…
VIVA A REPÚBLICA!
VIVA PORTUGAL!
andrepereira disse…
VIVA A REPÚBLICA!
Que orgulho ter um Chefe de Estado nascido do povo!
Que alegria não saber quem é a sua mãe, nem o seu pai!
Saber que o nosso Chefe de Estado é aquele em quem o povo votar.
Mesmo quando votamos noutro candidato, mesmo quando não simpatizamos com ele, é uma alegria dizer:
VIVA A REPÚBLICA!
Braveman disse…
Mais uma vemos que as pessoas se preocupam consigo, que não pensam no colectivo.
Anónimo disse…
Pois é. É apenas mais um dos traumas do 25 de Abril.

Como antigamente se utilizava um discurso "unificador", agora tem-se que ser o oposto. Cai-se no extremo oposto.

E os opostos tocam-se/atraem-se, e por isso o país contínua na mesma mediocridade (de espírito e de desenvolvimento).

E saber que os países mais evoluídos dispensam a República, isso é que é giro de ver...

Diogo.
Anónimo disse…
Diogo:

Refere-se aos EUA ou ao Canadá? À Alemanha ou à Itália? À França ou à União Indiana?

Na Inglaterra foi o Blair que salvou a monarquia quando a Diana morreu.
Anónimo disse…
ENTÃO ESPERANCINHA????? ONDE ESTÁ O POST E FALAR DOS 25 MIL PROFESSORES EM PROTESTO?????
Que vergonha para o governo!!!
A maior manifestação do pós 25 de Abril...
O senhor não é democrata? o senhor não é a favor do povo se poder revoltar contra a propotência dos governos????
Então??? onde está o post???
Anónimo disse…
Carlos Esperança:

Sim, estou a referir-me ao Canadá, a Espanha, ao Japão, à Austrália, à Holanda, Bélgica, etc...

Itália é só corrupção, não é exemplo para ninguém.
Alemanha é uma economia bastante poderosa, como a França, mas em termos de profundidade da democracia ficam muito aquém dos nórdicos, da Bélgica, Holanda, etc...

Estados Unidos, nem comento.

Quanto à monarquia inglesa, ela está longe de cair. Basta ver a popularidade da família real, mesmo com aqueles escândalos todos...

Diogo.
Anónimo disse…
VIVA A RÉ !... carago!
Anónimo disse…
pois por haver democracia é que compete ao governo eleito pelo Povo cumprir o programa de Governo sufragado onde se inclui as medidas que importam a todos e não a uma minoria que são os professores.
Até que enfim alguem Governa para os destinatários das politicas neste caso os alunos que segundo julgo são muito mais né?
Anónimo disse…
Gostei do discurso do nosso Presidente pese embora não tenha votado nele estou surpreendido .
Alguns neste blog disseram, logo após a eleição, que iria surpreender pela positiva !

Falar em ética republicana. Ah Grande Cavaco. Onde já vai o PSD.

Embora seja democrata ainda gosto de saber quem é o pai e a mãe dos individuos em que voto... Chiça !
Anónimo disse…
Pois é ó "eu vi a luz"...
Se essa minoria que são os professores, pararem de trabalhar, acredita, pára o país...
Eu sei que deves ser daqueles que foste uma nódoa na escola, razão pela qual tens esse ódio figadal aos profs... eu entendo né?
Anónimo disse…
O Carlos Esperança não precisa de defensor, mas não resisto a responder ao merdas do"Anonymous,Out05,08:47:35"
É que cheguei há cerca de 2 horas atrás de Lisboa e vi com os meus olhos vários professores(as) de Coimbra e desta zona centro, donde sou natural, estudei,fui bancário comercial e gerente de balcão e vivo há 62 anos,com pequenos interre- gnos(o maior deles no Porto durante 7 anos e o outro 5 anos na tropa e guerra colonial),VI DIZIA EU, MUITOS PROFESSORES(AS) acompanhados de numerosos familiares( marido, mulher, filhos grandes e pequenos,pais e mães,sogros e sogras,irmãos e irmãs...talvez o cão e o gato, nalguns casos.É evidente que com autocarros pagos completamente nalguns casos e noutros altamente subsidiados pelos financeiramente poderosos Sindicatos dos Professores, levar no dia feriado de 5 de Outubro com o tempo
razoável 25.000 manifestantes, dos quais líquidos 10.000 seriam professores e os restantes familiares, NÃO ME PARECE DE GRANDE SIGNIFICADO! Fácilmente se arranja uma contramanifestação de Pais e outros Educadores e Agentes do Ensino, com muito mais gente, de apoio aos fundamentos e pressupostos da linha programática da reforma em curso no ensino (política do corpo docente e recursos humanos incluido), mas onde a casa está ainda longe de estar arrumada e limpa! SE OS PAIS E OUTROS EDUCADORES ASSIM O ENTENDEREM, AVAN-
ÇARÃO NESTE CAMINHO. Os professores não são os donos das Escolas e do Ensino em Portugal e os outros intervenientes do processo educativo são tão importantes como os professores.Nem mais nem menos.AS CRIANÇAS E OS JOVENS É QUE SÃO O CENTRO DA QUESTÃO. Os Srs Sucenas, Nogueiras e outros sindicalistas com carteira profissional que há mais de 30 anos não põem os pés numa Escola a trabalhar , estão em desespero! Porque um movimento sindical em desespero é que aproveita um feriado a meio da semana ou no início de uma "ponte" para promover esta pretensa manifestação de força.Que só pode enganar os incautos, os despreveni- dos e aqueles que não conhecerem as regras mínimas da técnica de "manipulação de massas por arrebanhamento" em que o PCP é
mestre.
Alguns professores sofrerão por ricochete - é sempre assim.Mas a esmagadora maioria está a ser manipulada em nome de direitos adquiridos e "conquistas" corporativas que se viraram contra eles próprios, servindo objectivos de estratégias partidárias de curto, médio e longo prazo."Galinha gorda por pouco dinheiro" acabou!
Braveman disse…
Sinto que me estou areptir mas para espetar uma alfinetada no sr. Carlos esperança. Ranking IDH da ONU: R-República M-Monarquia

Noruega M
Islândia R
Austrália M
Luxemburgo M
Canadá M
Suécia M
Suíça R
Irlanda R
Bélgica M
EUA R
Japão M
Países Baixos M
Finlândia R
Dinamarca M
Reino Unido M

Interessante não é, 10 dos 15 países mais desenvolvidos do mundo são monarquias. Porque será?
Braveman disse…
e nós é que somos espertos não é?
JN disse…
Se mais houvesse que não fosse a tão simples eleição democratica do mais alto representante do povo português, a simples lembrança do "nosso" pretendente ao trono dá-nos sempre o alento de dizer:
VIVA A REPUBLICA, FOREVER!
Anónimo disse…
O problema é o ""nosso" pretendente ao trono" ser português.

Porque os senhores hão-de sempre arranjar desculpas para não ver o que está à vossa frente.

Diogo.
Anónimo disse…
Fonseca e Costa...
depois de um comentário desses, os outras é que são merdas?????
Tenho juizo seu velhote...
Eu quem você é e em que banco trabalhou... era conhecido como o "zé merdas"
Se não vivessemos em Coimbra e a palavra República não tivesse outros significados, eu diria que está tudo doido, o que houve centenário na República.

Então insultos net-autas quase a dar para a pancada verbal. Haja tino e tratemos de trocar ideias e fazer brincadeiras janotas.

Quando não, embarcam para uma crónica para o Jornal do Fundão. Ah pois é !
Anónimo disse…
Fonseca e Costa:

Peço desculpa pela má educação de um novato que se esconde corajosamente no anonimato.

Se quiser, apago o insulto.

Aguardo a sua decisão.

Há quem atire pedras e esconda a mão. Mas quando são jovens mostram o traço de carácter que os acompanhará na vida.
JN disse…
Real(mente) sr. Diogo, não vejo nada à minha frente, mas se o sr.me puder ajudar...

Um republicano agradecido
Anónimo disse…
"Se mais houvesse que não fosse a tão simples eleição democratica do mais alto representante do povo português"

Por falar nisso, os países mais democráticos do mundo, aqueles que têm uma democracia bem aprofundada, dispensam a "simples eleição do mais alto representante do povo".

Porquê? Para já porque estão seguros: as famílias reais só estão no poder porque o povo quer, depois porque os reis são os melhores chefes de Estado, porque não se intrometem na política, e transmitem valores como educação, cultura, descrição e simplicidade.

"a simples lembrança do "nosso" pretendente ao trono dá-nos sempre o alento de dizer:
VIVA A REPUBLICA, FOREVER!"

Porquê? Alguma vez leram alguma coisa escrita por ele? O que fez ele de errado/ou o que não fez?

Se quer que, desde já, lhe dê a minha opinião, isso é uma grande desculpa, porque os senhores, como jamais admitem uma monarquia em qualquer parte do mundo, nem que ela tenha 80% de popularidade, como nos países europeus, venha o chefe da casa real que vier, irão sempre dizer que ele é "de vómitos".
Porquê? Porque o que é de fora é que é bom. É esta a mentalidade.

E por isso, é que muitos dizem gostar de Juan Carlos, mas do português é que nem pensar.

Diogo.
Anónimo disse…
o meu amigo se os agricultores deixarem de trabalhar o amigo tambem para , se os medicos deixarem de trabalhar idem etcetc, quanto ao odio não tenho nenhum a quem quer que seja, mas prefiro ser uma nodoa na escola do que uma pessoa mal formada.
Mano 69 disse…
Braveman

Não vale a pena gastar o latim...
Anónimo disse…
"um país que não cuida da sua educação, dos alunos e professores, é decididamente um país perdido.."
Seneca
Aprendam... mas não faz mal, o PS está em alta... dêem-lhe tempo...
Anónimo disse…
Um país que perde a independência económica, não é independente...por isso, faz todo o sentido a fusão com Espanha, lá se vai a nossa república e reinará a monarquia.
Anónimo disse…
pois pois espanha é um bom exemplo até para o caso em apreço , mas afinal se esta gente está mal com o estado "patrão" da educação porque não pede a exonoração???????
Anónimo disse…
mas as escolas não são publicas e geridas pelo estado?
então quem dita as regras são quem trabalha ou quem lhes paga?
se não concordam acho que devem despedir-se...

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?