“KRISTALLNACHT” (9-10 Nov.1938)

(foto de uma loja de judeus, em Berlim, destruída em 10.11.1938 - National Archives and Records Administration, College Park, Md.)

Hoje, quase toda a Imprensa comemorou a queda do muro de Berlim, enfim, o festejo do derrubar de uma ignominiosa cerca que mantinha divididos os alemães e fisicamente os separava famílias, amigos, enfim, pessoas.
Há, todavia, outros acontecimentos que não podem lançar na sombra, nem no esquecimento horrendos crimes.
As comemorações dos 20 anos do derrube do muro de Berlim deveriam, por razões históricas, ser mais discretas.

Porque, na noite de 9 para 10 de Novembro de 1938 - há mais tempo, mas sem possibilidade de apagar a memória histórica - teve lugar uma trágica efeméride, também na Alemanha e, durante o dia de hoje, foi relegada para um plano secundário.

Falo da “Noite de Cristal” uma das mais negras páginas da História da Humanidade, que decorreu sob os auspícios da doutrina nazi, em toda a Alemanha e nos recém conquistados territórios da Áustria e Sudetas (Checoslováquia).
As populações judaicas foram vítimas de atentados e ataques continuados nas ruas, em suas casas e nas sinagogas, naquele que seria um dos maiores “pogroms” da História. Na Alemanha, durante esta noite, e para evitar aberrantes descrições, teve lugar um pogrom étnico e religioso em que cerca de 30.000 judeus foram presos e enviados para campos de concentração...

A “Noite de Cristal” foi, deste modo, o horroroso começo do Holocausto, que durou anos e anos, constituindo um dos mais nefastos crimes contra a Humanidade e que devia ter refreado as comemorações que, este ano, se realizaram em Berlim, promovidas pelo requentado ressentimento anti-soviético cultivado pelas forças conservadoras europeias, com Durão Barroso, na vanguarda, a chefiar as hostes.

Os alemães têm memória histórica do seu passado e apreenderam com as suas tresloucadas exacerbações nacionalistas. Hoje, são um povo prudente, judicioso, circunspecto e reservado.

O 9 de Novembro não é o dia da Reunificação Alemã (esse dia é 3 de Outubro), nem é feriado na Alemanha, muito menos em Berlim...

Comentários

Stefano disse…
pessoal fala do holocausto...
porem... ignora o holocausto promovido pelo NDH de Ante Pavelic...
promovido pelo pe. Tiso... pelos japoneses....
tambem se ignora o massacre de Katyn.
Massacre de Jedbawne....
Se ignora o holocausto de Dresden.
Se ignora tambem as execuções arbitraria promovidas pelo "heroi" De Gaulle....
Se ignora os soldados de origem judaica que serviram na Wehrmacht e SS.
Se ignora os judeus que eram pagos pelos nazis pra serem verdugos dos prisioneiros de Auschwitz...
Se ignora inumeros crimes cometidos pela Italia, (e Aliados)...
etc etc
Stefano disse…
a Checoslovakia deveria ter expulsado em 1918 todas minorias germanicas e magiares....
Pra nao dar motivo pra invasoes teuto-magiares ao seu territorio!
Graza disse…
Que grande verdade nos foi lembrada neste post. Há coisas que parece ser conveniente esquecer tapando com a lembrança de outras.
Stefano disse…
"Há coisas que parece ser conveniente esquecer tapando com a lembrança de outras."

Exato!!! Quantos crimes citei antes e ninguem se lembra?

Mensagens populares deste blogue

Os incêndios e a chantagem ao Governo

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade