Originalidades…

As contradições entre o património que os políticos revelam e o que preservam não os impede de se manterem nos cargos. Alguns até se “esquecem” de apresentar as relações de bens a que são obrigados, por lei.

Ultimamente grassa uma estranha amnésia entre os membros do Governo, quer sobre os swaps, quer sobre assuntos relativos à SLN, amnésia que, talvez, não seja exclusiva de um único órgão de soberania.

A continuar a dissolução ética que parece observar-se, chegará o tempo em que antes do convite para o Governo, o convidado/candidato seja interrogado sobre os antecedentes criminais.

Pode acontecer-lhe como ao turista inglês, de visita à Austrália, que, quando o polícia do aeroporto lhe perguntou se tinha antecedentes criminais, lhe respondeu com outra pergunta: «mas ainda é necessário»? E, tal como sucedeu ao turista, será devolvido à procedência.  

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Insurreição judicial