A notícia

«Estado português deve 2,3 mil milhões de euros à Madeira desde o século XV»

(Segundo um “estudo académico” de dez mil páginas, repartidas em 13 volumes, para demonstrar que, contas feitas desde o século XV até 1976, o Estado deve 2,3 mil milhões de euros à Região).

O ‘trabalho’ foi encomendado por Alberto João Jardim, que o apresentou na companhia dos deputados Guilherme Silva, Correia de Jesus e Hugo Velosa.

Apostila – A ‘investigação’ esteve a cargo do doutorado Alberto Vieira, que levou um Santo António para a conferência de imprensa, apresentando-o como ‘padroeiro’ da investigação que coordenou. Os custos não foram revelados. Presume-se que Santo António não cobrou honorários.

Fonte: DN, ontem, página 8.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido