A reunião do Conselho de Estado

A reunião do Conselho de Estado, finalmente convocada pelo PR, não tem em vista a análise dos desafios do Governo ao TC, dos reiterados ataques aos seus acórdãos e da reiterada chantagem sobre os juízes.

Não se destina a ouvir a opinião dos Conselheiros sobre a forma de garantir o normal funcionamento das instituições, destina-se a fazer pressão sobre o PS, para ser cúmplice do Governo.

Não é para reforço da democracia que o Conselho de Estado se reúne, é para defender a imagem do PR e para desviar as atenções do desastre governativo de que é responsável, numa altura em que o PS se encontra em convulsão.

Apostila - É natural que algum Conselheiro de Estado confronte o PR com a necessidade da defesa do Estado de Direito.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

Nigéria – O Islão é pacífico…

Macron e a ‘primeira-dama': uma ‘majestática’ deriva …