Cinzas tóxicas de Maomé asfixiam a liberdade


Comentários

MR disse…
Segundo palavras que teria dito o fundador da República turca, Atatürk, "O islão' essa teologia absurda de um beduíno imoral, é um cadáver putrefacto que envenena as nossas vidas".

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?