China business


Cá para mim – que não gosto de intrigas - Passos Coelho aceita discutir o aumento do Salário Mínimo Nacional (de 485 para ± 500 €) se a concertação social e toda a Esquerda tolerarem cortes salariais transversais (a partir do limiar da pobreza) no valor de 10%.

É, como foi a EDP, REN e quejandos (vistos gold), um ‘negócio da China’…

Comentários

Esse sujeito nunca "dá" uma coisa sem tirar duas!

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido