Moura vs. Balsemão

Pina Moura: ex-comunista, ex-Ministro, ex-Cardeal. Professor universitário, gestor, militante do PS. Gestor de comunicação social.

Balsemão: filho de empresário da comunicação social, ex-Primeiro-Ministro. Fundador do PSD. Empresário da comunicação social.

O que os distingue?

A origem social?

O percurso profissional?

Ou, simplesmente, o facto de o centro-esquerda começar a assumir capacidade de Poder?

Comentários

Pedro Fontela disse…
«O que os distingue?»

A forma como arranjam "tachos"?
Anónimo disse…
O que os distingue?
O Balsemão tem berço. O Pina Moura é um labrego sem princípios que se vendeu ao capital, primeiro ao português e depois ao espanhol.
Pedro Fontela disse…
«O Balsemão tem berço»

Like I said... é a forma como arranjam lugares.
Anónimo disse…
Pina Moura é um oportunista ao serviço do PS... Balsemão é um capitalista.
e-pá! disse…
Para já uma importante incorrecção:
Pina Moura nunca foi "gestor de comunicação social".

Contudo, o importante, independentemente das filiações partidárias ou da origem social, é o percurso, não profissional, mas de vida (curricular).
Assim, sinteticamente:
Balsemão parte da comunicação social, passa pela política e regressa às origens.
Pina Moura começa na politica, acumula política com gestão (na área energética) e agora desvia-se da política, larga a gestão energética, entra na comunicação social.
Qualquer semelhança é pura coincidência.

Mas a situação da televisão privada que tanto tem agitado o PSD, foi provocada pelo próprio que favoreceu o "pecado original".
A TVI foi, sob pressão do PSD, "oferecida`" à Igreja. Que posteriormente a negociou. Depois caíu de mão em mão até acabar nos espanhóis.
O facto de Pina Moura estar lá, ou não, é acidental.
Este é outro aspecto, não menos relevante, dos diferentes percursos.
Pina Moura teve uma educação esmerada apesar de ser filho de um veterinário a prestar Serviço, no momento, em Loriga.

Só podem classificá-lo de labrego os aristocratas ricos que frequentam este blogue :).

Pina Moura é filho do pai, Balsemão é sobrinho do tio que lhe deu emprego e depois o Popular - o mesmo que o Taxeira vendia.
P Amorim disse…
Todos os orgãos de comunicação são de alguém, que se se serve deles , com maior ou menor discrição.
Não existe esa coisa que alguns pretendem e que seria um jornal, ou uma TV assépticos.
É melhor até saber-se qual é a linha segundo seguem, para, qual barco impelido pelo vento, se poder descontar a influência.
Anónimo disse…
o André é um acólito do PS... tudo o que o seu "queridinho" ENGENHEIRO Sócrates, diz... ele assina por baixo... só é pena o Sócrates se estar a cagar para um tal de André Pereira que ainda por cima vive em Coimbra (que como todos sabemos, cidade que o PM detesta).. enfim... ACÓLITOS

ehehehehehhee
ana disse…
"Anónimo Dom Abr 29, 11:13:00 AM"

Anónimo, o seu comentário não tem pés nem cabeça nem tem nada a ver com o texto.Ofender quem não conhece é o seu aperitivo habitual enquanto espera pelo almoço? Se sim, é patético...
Os complexos tratam-se (às vezes).
Anónimo disse…
Lá está a Ana IP "Esperança" arama em Joana d'Arc...

E o seu comentário que faz ao "Anónimo Dom Abr 29, 11:13:00 AM" tem alguma coisa a ver com o texto!

Valha-me Deus estas pseudo mulheres!
Anónimo disse…
Onde se lê "arama" deve-se ler "armada"
Anónimo disse…
ò Ana,

Qual é o seu berço?
Não é habitual ver uma comuna recauchutada falar em berço. Esclareça-nos essa sua a sua definição de ''ter berço''
É monarca? ou é só pateta?
Anónimo disse…
PATETA..PATETA..PATETA..PATETA..PATETA
ana disse…
"Anónimo Seg Abr 30, 01:00:00 AM"

Ó anónimo, você pode gostar muito de deturpar os assuntos mas comigo não se safa. Mostre lá onde é que eu disse que eu tinha berço...Mas reconheço à légua quem não o tem e vem para aqui caluniar aqueles com quem nem de perto nem de longe se compara.
E já agora, ter berço é ter o privilégio de ter nascido no seio de uma família culta e educada.
Como vê, aqui o pateta é você.
Anónimo disse…
Ana,

e uma pessoa que nasça fora de uma familia culta pode ou não vir a ser alguem? Está condenada a ser um gandulo?
Vivó Rei!!!
Anónimo disse…
Estamos, meus senhores,a ter o previlégio de testemunhar o nascimento de uma nova corrente que Ana está a fundar. o monarco-comunismo.
Obrigado Ana pela tua genialidade.
Admiramos a forma como pensas.
Admiramos a tua sabedoria em cada frase.
O mundo precisa de exmplos como o teu.
Resumindo, TENS BERÇO!!!
Braveman disse…
Que eu Saiba o Balsemão não é um vendido aos espanhóis nem andou uma vida a acumular tachos governamentais.

Mensagens populares deste blogue

Goldman Sachs, política e terrorismo financeiro

Miranda do Corvo, 11 de setembro

Maria Luís e a falta de vergonha desta direita