Um homem às direitas...

Sarkozy tem um mérito: tem um discurso claramente ideológico. É de direita e com orgulho.
E não tem apenas discurso, tem acção.
Não esqueçamos as suas medidas desastradas no combate à "escumalha" (Sarkozy dixit) nos subúrbios das grandes cidades francesas. Da sua política de imigração extremista...
No discurso destacam-se os típicos jargões conservadores: trabalho, autoridade, nação.
Porém: ridiculariza quem procura proteger o factor Trabalho face ao Capital; tem desdém da República que se faz respeitar com humanidade e sem violência; não apresenta um projecto coerente e optimista para a Europa.
A uma França de direita com Chirac, assistiremos a uma guinada ainda mais à direita?
A uma França em perda de dinâmica europeia, seguir-se-à uma França apenas interessada no mercado comum?

Comentários

Anónimo disse…
«Não esqueçamos as suas medidas desastradas no combate à "escumalha" (Sarkozy dixit) ...»

Diga lá se for capaz quais foram as medidas desastradas que sarkosy tomou no combate a esta escumalha.
Ou o seu problema prende-se com a utilização da palavra escumalha?
Neste caso também gostava de saber como é que caracteriza estes vandalos.

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido